PoliticaSLIDE

Ibrape: Renan Filho tem mais de 50% das intenções de voto

Em ambos os cenários pesquisados, o atual governador aponta distante de seus adversários; ele também é o menos rejeitado. 10/08/2018

O governador Renan Filho (MDB), até antes do início da campanha eleitoral, vinha nadando de braçada rumo à reeleição. Em pesquisa realizada pelo Ibrape, entre 18 e 22 de julho com 2 mil pessoas, o emedebista figura com mais de 50% das intenções de voto nos dois cenários apresentados.

Segundo o Ibrape, tendo Fernando Collor entre os adversários, Renan Filho pontua com 51% e, sem o senador, com 58%. O levantamento ocorreu antes das convenções e nomes como o do vereador Eduardo Canuto (PSDB) e do vice-prefeito de Maceió Marcelo Palmeira (PP) também constavam na pesquisa. No cenário com Fernando Collor, o segundo colocado é o próprio senador, com 13%; em seguida aparecem Eduardo Canuto e Marcelo Palmeira, ambos com 2%. Josan Leite (PSL) figura com 1% e Basile Christopoulos não pontuou.

Já no cenário sem Fernando Collor, o segundo colocado na pesquisa é Marcelo Palmeira, com 3%; seguido de Eduardo Canuto, com 2%; e Josan Leite, com 1%. Basile também não pontuou.

Indecisos, brancos e nulos variaram entre 10% e 25%, considerando os dois cenários. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral com número AL-09280/2018.

REJEIÇÃO

Se em intenções de voto – ao menos antes das convenções – Renan Filho não tem muito com o que se preocupar, no quesito rejeição – em quem os entrevistados disseram não votar de jeito nenhum – a situação segue na mesma toada. O atual governador, de acordo com o Ibrape, é o menos rejeitado: 16%.

O mais rejeitado é Fernando Collor, com 42%. Em seguida aparece Eduardo Canuto, com 30%; Basile Christopoulos e Marcelo Palmeira, com 29%; e Josan Leite, com 28%. Não souberam ou “nenhum”: 27%.

Vale ressaltar que a candidatura do senador Fernando Collor ao governo alagoano foi oficializada no último domingo (5) no último dia para a realização das convenções partidárias.

Até então, Fernando Collor era pré-candidato à presidência da República, no entanto, seu partido já havia informado que a legenda não teria candidato a presidente.

PRESIDENTE

O Ibrape em Alagoas também pesquisou as intenções de voto para presidente da República. Lula (PT) aparece com 57%, seguido de Jair Bolsonaro (PSL), com 10%; Fernando Collor (PTC) que havia se lançado pré-candidato à presidência pontuou com 4%; Marina Silva (Rede), 3%; e Ciro Gomes (PDT), 2%. Álvaro Dias e Geraldo Alckmin tiveram 1%. Os demais não pontuaram. 5% estavam indecisos e brancos e nulos pontuaram em 17%.

Renan Calheiros e Benedito de Lira lideram para o Senado

 

Este ano os eleitores votarão duas vezes para o Senado. Estão em disputa as vagas ocupadas por Renan Calheiros (MDB) e Benedito de Lira (PP) e, de acordo com a pesquisa do Ibrape, eles lideram as intenções de voto.

O emedebista possui 25% das intenções para o primeiro voto e o pepista com 18%. Na sequência vem Rodrigo Cunha (PSDB) com 9%, seguido de Maurício Quintella, com 7%. João Caldas (PSC) constou na pesquisa e pontuou em 3%. Flávio Moreno (PSL) e Omar Coelho (Podemos) tiveram 1% cada. Indecisos somaram 12% e brancos e nulos 24%.

Para o segundo voto é a vez de Benedito de Lira encabeçar a lista com 13%; Renan Calheiros obteve 12%. Maurício Quintella com 11% e Rodrigo Cunha com 9% vêm em seguida. João Caldas pontuou em 5%; Flávio Moreno em 2% e Omar Coelho em 1%. Indecisos somaram 18% e brancos e nulos 29%.

DOIS VOTOS

O Ibrape também perguntou em quem os eleitores votariam no 1º e 2º votos, simultaneamente. Renan Calheiros com 37% e Benedito de Lira com 31% seguem na liderança. Maurício Quintella e Rodrigo Cunha empatam com 18%. João Caldas obteve 8%; Flávio Moreno, 3%; e Omar Coelho, 2%. Indecisos, 12%; e brancos e nulos, 24%.

REJEIÇÃO

No quesito rejeição, todos os nomes apresentados obtiveram mais de 20% de citações. Quem lidera neste quesito é Renan Calheiros com 32%, seguido de João Caldas, com 30%. Na sequência aparece Flávio Moreno e Omar Coelho, com 29%. Benedito de Lira pontuou cem 28% de rejeição; já Maurício Quintella obteve 24%. Rodrigo Cunha foi o menos rejeitado, com 22%. Não souberam responder: 31%.

PUXADOR

O Ibrape também consultou a capacidade de Renan Filho puxar votos para o Senado. O instituto perguntou em quem os entrevistados votariam se o governador apoiasse Renan Calheiros e Maurício Quintella.

Para o 1º voto, 26% citaram Renan Calheiros. Benedito de Lira aparece com 18%. Rodrigo Cunha e Maurício Quintella vêm em seguida, com 8% e 7%, respectivamente. João Caldas tem 3%; Flávio Moreno e Omar Coelho, 1%. Não souberam, 14%; e brancos e nulos, 22%.

Já para o 2º voto, Maurício Quintella tem 14%, Renan Calheiros, 12%. Benedito de Lira tem 11%; Rodrigo Cunha, com 8%. João Caldas, 5%; Flávio Moreno, 2%; e Omar Coelho, 1%. Não souberam, 19%; brancos e nulos, 28%.

Para 1º e 2º votos simultaneamente, Renan Calheiros tem 38% e Benedito de Lira 29%. Maurício Quintella, 21%; Rodrigo Cunha, 16%; João Caldas, 8%; Flávio Moreno, 3%; e Omar Coelho, 2%. Não souberam, 14%. Brancos e nulos, 22%.

Para a Câmara, Carimbão e Heloísa estão na dianteira

 

Mesmo tendo grau de eficácia menor, por se tratar de disputa proporcional em que todos os votos da coligação contam para eleger, o Ibrape também levantou a intenção de votos para deputado federal, entre 18 e 22 de julho, com 2 mil pessoas.

De acordo com a pesquisa, Givaldo Carimbão (Avante) lidera com 9,8% das intenções de voto. Em seguida aparece Heloísa Helena (Rede), com 8,7%. Ronaldo Lessa (PDT) figurou com 8,3% e João Henrique Caldas (JHC), do PSB, obteve 7,9%. Arthur Lira (PP), apontado por muitos como o mais votado em outubro, foi citado por 5% dos entrevistados. Marx Beltrão (PSD), que estava tentando cavar um espaço para disputar o Senado e posteriormente desistiu, aparece com 4,2%; Antonio Albuquerque (PTB), com 3,4%; Paulão (PT) e Isnaldo Bulhões, com 2,1%.

Se a eleição para a Câmara dos Deputados fosse majoritária, esses seriam os eleitos se a eleição fosse entre 18 e 22 de julho, segundo o Ibrape. Dos nove parlamentares, seis seriam reeleitos.

 

Na sequência desta disputa para a Câmara Federal aparece Rosinha da Adefal (PTB), com 1,4%; Lobão e Sérgio Toledo (PR), ambos do PR, com 1,3%; Jeferson Morais (PRTB), Thomaz Nonô (DEM) e João Lucas (PRTB), com 1,2%; Eduardo Canuto (PSDB) aparece com 1%. Severino Pessoa (PRB), 0,7%; Pedro Vilela e Tereza Nelma, ambos do PSDB, 0,6%; Álvaro Vasconcelos (Podemos) e Régis Cavalcante (PPS) pontuaram em 0,5%; Eduardo Tavares e Emanuel Fortes, do PRTB, tiveram 0,4%; Thaíse Guedes (PTB) e Fernando James (PTC), 0,3%; Olívia Tenório (PMN) atingiu 0,2%. Jarbinhas Omena (PRTB) e Siderlane Mendonça (Patriotas), 0,1%. Hermerson Casado (PP) não pontuou.

Para deputado federal, 13,3% do eleitorado alagoano se disseram indecisos. Brancos e nulos somaram 21,2%, segundo a pesquisa do instituto.

MARGEM DE ERRO

A margem de erro desta pesquisa do Ibrape, para governador, senador, deputado federal e presidente da República, é de 2,19% para mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%.

Fonte: Tribuna Independente / Carlos Amaral

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar