EsportesSLIDE

Leonardo Gaciba considera gol do Palmeiras legal: “Goleiro não é intocável”

Comentarista de arbitragem analisa lance em que juiz Wagner Reway marcou falta de Edu Dracena em goleiro Fábio, do Cruzeiro | Por SporTV.com, Rio de Janeiro | 13/09/2018 | 00h38 | Atualizado há 11 horas

Foto: Gazeta esportiva

Nesta quarta-feira aconteceram os primeiros jogos das semifinais da Copa do Brasil. Se no Rio houve um insosso empate sem gols entre Flamengo e Corinthians, em São Paulo a arbitragem de Wagner Reway roubou a cena no último lance da vitória do Cruzeiro por 1 a 0 diante do Palmeiras.

A polêmica ficou por conta da marcação de falta de Edu Dracena, do Palmeiras, no goleiro Fábio, do Cruzeiro, em lance que resultaria no empate paulista. Na visão de Leonardo Gaciba, comentarista de arbitragem, o árbitro errou.

No lance, o goleiro Fábio saiu do gol e dividiu a bola com Edu Dracena no alto. Houve um choque no ar e a bola sobrou para Antônio Carlos, que completou para o gol. No entanto, Wagner Reway anulou o lance marcando falta no goleiro cruzeirense.

Para Gaciba, um erro duplo. Como existe o auxílio do VAR (árbitro de vídeo) em jogos da Copa do Brasil, o árbitro teria de esperar o prosseguimento da jogada para depois conferir em vídeo se acertou ou não. Wagner Reway apitou assim que houve a disputa no alto, invalidando, portanto, o chute de Antonio Carlos para o gol.

O jogo de volta, no Mineirão, acontece no dia 26 de setembro. O Cruzeiro joga pelo empate. Se o Palmeiras vencer por um gol, forçará a decisão por pênaltis. Se o time paulista triunfar por dois gols ou mais, se classifica.

Fonte: Sportv

 

PUBLICIDADE

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar