MunicípiosSLIDE

Em Alagoas, 24% das mortes de homens foram por causas violentas

Segundo estudo do IBGE, média nacional fica em 16%; homens brasileiros de 20 a 24 anos têm 11 vezes mais chances de morrer. 07/11/2018

ouco mais de 24% das mortes entre homens ocorridas no ano passado em Alagoas tiveram motivação violenta. É o que aponta um recente levantamento do Instituto Nacional de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo as Estatísticas do Registro Civil, de um total de 19.535 registros de óbitos no estado, 8.938 foram de homens, destes, 2.160 ou 24,16% foram ocasionadas por homicídios, suicídios e acidentes de trânsito. A média nacional ficou em 16%.

De acordo com o relatório, as mortes por causas externas apresentam alta nos últimos dez anos.

“Na faixa de 20 a 24 anos, as mortes por causas externas (homicídios, suicídios, acidentes de trânsito etc.) atingiram 11 vezes mais homens do que mulheres. De 2007 para 2017, a mortalidade por causas externas aumentou em 17 das 27 unidades da federação do país. As maiores altas foram em estados do Norte e do Nordeste: Ceará (144,1%), Sergipe (134,7%), Bahia (128,5%), Acre (121,8%), Tocantins (114,7%), Rio Grande do Norte (113,1%) e Piauí (111,8%)”, diz o IBGE.

HOMICÍDIOS

Outro estudo também divulgado este ano, o “Atlas da Violência 2018” produzido pelo Instituto Brasileiro de Economia Aplicada e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontou que Alagoas é o segundo estado do país com maior taxa de homicídios. Os dados são referentes ao ano de 2016. A capital alagoana ocupa a 9ª colocação no ranking das cidades mais violentas do país.

No entanto, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL) o número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) no Estado caiu 20%, levando em consideração os dois últimos quadriênios.

“De acordo com o Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac), entre 2011 e 2014 foram registrados 8.567 homicídios em Alagoas contra 6.789 casos entre 2015 e 2018”, aponta a SSP.

Ainda segundo a Secretaria, em três anos, 2015 e 2018, a taxa de homicídios também apresentou redução em Alagoas. “Baixou de 54,3 mortes para cada grupo de 100 mil habitantes para 49,1, atualmente. Em 2011, essa taxa era de 76,8 mortes para cada grupo de 100 mil habitantes. A média nacional é de 30,8, conforme o 12º Anuário de Segurança Pública”, afirmou.

 

Fonte: Tribuna Independente / Evellyn Pimentel

 

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar