Esportes

Final da Libertadores? Luciano Huck. Globo desrespeita o fã do futebol

A emissora segue desprezando os torcedores. Não mostrará a final da Copa Libertadores. E não se importa com semi entre brasileiros na Sul-Americana | COSME RÍMOLI | Do R7 | 07/11/2018 | 11h27 | (Atualizado em 07/11/2018 - 12h14)

Em vez de Boca Juniors e River Plate, na final da Libertadores, Luciano Huck

Reprodução/Instagram

São Paulo, Brasil

Problema da Fox Sports se Atlético Paranaense e Fluminense começam hoje a decisão da semifinal da Copa Sul-Americana.

Para todo o país, a TV Globo exibirá o Capitão América 2, o Soldado Invernal, nesta noite de quarta-feira, tradicionamente voltada para o futebol.

A emissora carioca não achou interessante comprar o direito de exibição da Copa Sul-Americana, considerada como uma Segunda Divisão no continente. Uma compensação aos clubes que não conseguem disputar a Libertadores da América.

E os executivos da Globo também decidiram ignorar a final da Libertadores da América, entre Boca Juniors e River Plate, que terá o primeiro de seus dois jogos, neste sábado. 

Quando a bola começar a rolar na Bombonera, o Caldeirão do Huck estará perto do encerramento, às 18 horas.

Quem acompanhou toda a Libertadores pela tevê aberta, que se vire para assistir a decisão.

Ela será mostrada no Sportv, canal a cabo da Globo, que exige pagamento para ser visto. Assim como a Fox Sports.

A ANATEL registra: no Brasil, a queda no número de assinantes de canais a cabo vem caindo assustadoramente. Por conta da recessão econômica que o país mergulhou.

Atualmente ela só está presente em cerca de 25,6% das casas.

Ou seja, 74,6% só possuem tevê aberta.

“O Brasil registrou 17.791.681 contratos ativos do serviço de TV por Assinatura no mês de setembro de 2018, diminuição de 426.360 assinaturas (-2,34%) nos últimos 12 meses. Em relação ao mês anterior, a redução foi de 25.471 assinaturas (-0,14%)”, publica o site oficial da própria Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Essa situação de desrespeito da Globo ao torcedor de futebol é cada vez mais comum.

Na verdade houve um clima de velório na emissora.

Quando Grêmio e Palmeiras foram eliminados da semifinal foi caótico.

A emissora escalaria seu time principal, com Galvão Bueno, para narrar as duas partidas da decisão, fosse qual fosse o brasileiro sobrevivente. O sonho dourado era que fossem os dois. Mas nenhum teve competência para superar Boca e River. 

Pior para os patrocinadores do futebol.

Perderam duas datas importantíssimas para mostrar seus produtos.

A Sul-Americana nunca interessou a Globo.

A emissora considerou o preço muito caro.

Para um torneio menor, desinteressante.

Atlético Paranaense e Fluminense na semifinal? Não. Capitão América

Atlético Paranaense e Fluminense na semifinal? Não. Capitão América

Reprodução/Globo

 

Não é por acaso que a audiência do futebol na tevê aberta cai a cada ano.

Há dez anos era cerca de 22% maior do que é agora.

Não bastassem os 16 anos de fracasso da Seleção.

Veja mais: Testemunhas desmentem versão de suspeitos de matar Daniel

O horário tardio dos jogos no meio da semana, imposto pela Globo.

Há o desrespeito para quem acompanha todo um torneio.

O mais importante da América do Sul.

E não pode ver a final porque não há clube brasileiro…

 

Fonte: R7/ Cosme Rímoli

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar