Esportes

Os números da crise: com risco de queda, Corinthians acumula marcas negativas em 2018

Recorde de derrotas, pior ano na Arena, fragilidade defensiva: veja os sinais de alerta | Por Bruno Cassucci e Marcelo Braga | São Paulo | 15/11/2018 | 09h00

Foto: Flavio Florido

Corinthians começou o ano com um título paulista, chegou a uma final de Copa do Brasil, mas se vê, a quatro rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, com risco real de rebaixamento – o que faria de 2018 um grande fracasso. Na 13ª posição, acumula 40 pontos, a apenas três da zona do rebaixamento.

A situação pode ficar ainda pior para o Corinthians nesta quinta-feira, caso a Chapecoense vença o Botafogo, o que diminuiria a distância do Z-4 para apenas dois pontos.

Com duas trocas no comando técnico no ano – Fábio Carille partiu para a Arábia Saudita e Osmar Loss fez 25 jogos e foi retirado do cargo –, o Corinthians vive um fim de ano melancólico.

Com péssimo aproveitamento, Jair Ventura tenta evitar a queda para a Série B. O técnico crava: o Corinthians não será rebaixado. Para isso, a meta é vencer dois dos quatro jogos finais. Em casa, os rivais serão Vasco e Chapecoense. Fora de casa, a equipe visita Atlético-PR e Grêmio.

Para entender como o Corinthians chegou nesta situação, veja os números abaixo:

1 – Recorde de derrotas

O Corinthians já perdeu 25 vezes nesta temporada (em 68 jogos oficiais). O desempenho é pior do que o de 2007, ano do rebaixamento (23 derrotas no ano). E igual aos anos de 2006 e 2003. No Brasileirão, são 14 derrotas em 34 partidas disputadas.

2- Pior turno da história

Com apenas três vitórias em 15 jogos, o Corinthians tem aproveitamento de apenas 31,1% no segundo turno do Brasileirão. Desde 2003, quando o Brasileirão começou a ser disputado por pontos corridos, o Timão nunca terminou um turno com desempenho tão ruim – o pior foi o returno de 2007, com 31,6%.

3 – Péssimo visitante

O Corinthians só venceu duas de 17 partidas como visitante no Brasileirão. De 51 pontos disputados, conquistou nove, com um aproveitamento pífio de 17,6%. O Timão só venceu Paraná Clube e Vasco longe de Itaquera. Desde que chegou, o técnico Jair Ventura ainda não conseguiu vencer fora de seus domínios (em oito jogos, foram três empates e cinco derrotas).

4 – Caiu em Itaquera

O Corinthians tem sete derrotas em Itaquera neste ano, o pior desempenho em uma temporada na arena. Até então, o recorde era três tropeços, número obtido em 2015, 2016 e 2017.

 

Jair Ventura e Henrique durante mais uma derrota do Corinthians — Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians

Jair Ventura e Henrique durante mais uma derrota do Corinthians — Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians

5 – Defesa virou peneira

Com força defensiva nos últimos anos, o Corinthians não para de tomar gols. A última vez que saiu de campo sem ser vazado foi em 29 de setembro, no empate por 0 a 0 contra o América-MG. Depois disso, o time fez nove jogos e levou gols em todos. Foram 13 gols em nove partidas.

6 – E as vitórias?

O desespero do torcedor do Corinthians tem justificativa. O Corinthians só venceu um único jogo nos últimos dez jogos, diante do Bahia, por 2 a 1, em Itaquera, no dia 21 de outubro. Neste intervalo, perdeu seis jogos e empatou três.

7 – Desempenho de Jair Ventura

Os números são péssimos. Em 15 partidas, são sete derrotas, cinco empates e apenas três vitórias. O aproveitamento é de 31,1%. Osmar Loss, seu antecessor, saiu com rendimento de 46,67%.

8 – Expulsões

O Corinthians era o time com menos expulsões até o último final de semana. Era. Com os cartões vermelhos recebidos por Ángelo Araos diante do São Paulo e Douglas contra o Cruzeiro, o Timão foi superado pelo Grêmio, que só levou uma advertência até aqui. A nova realidade tem prejudicado a equipe corintiana, que teve de atuar duas vezes com um a menos por longos 45 minutos.

 

Fonte: Globo esporte

 

 

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar