Brasil

Imagens flagraram o momento em que segurança do Carrefour agride cachorro; veja

Por Brasil Econômico | 05/12/2018 | 10:48 | Atualizada às 05/12/2018 | 11:09 | No vídeo, é possível ver o segurança correndo atrás do cão com uma barra de ferro; Carrefour afirma que criará nova política de proteção dos animais

Reprodução Twitter

Cachorro morreu após sofrer maus tratos de funcionário do Carrefour

Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que um segurança da rede de hipermercados Carrefour agride o cachorro que faleceu após ser resgatado . O caso aconteceu em uma unidade da loja em Osasco, na Grande São Paulo, na quarta-feira da semana passada (28).

No vídeo,  é possível ver o segurança do Carrefour correndo atrás do animal com o que parece ser uma barra de alumínio. As imagens foram divulgadas nas redes sociais pela ativista e protetora dos animais, Luisa Mell, e pelo vereador de Osasco, Ralfi Silva, que acompanham o caso.

Confira o momento da agressão:

Os dois ativistas estiveram na Delegacia do Meio Ambiente e compartilharam a fala da delegada sobre o caso. “A agressão, com essas imagens que conseguimos agora, ficou comprovada. Não tem mais dúvidas que esse segurança realmente agrediu o cachorro ”, afirmou a delegada no stories do Instagram de Luisa Mell.

De acordo com declarações do vereador Silva, o agressor já foi identificado e as investigações continuam.

Em nova nota oficial emitida pela rede de hipermercados, o Carrefour disse que “reconhece que um grave problema ocorreu” na loja de Osasco e que “não vai se eximir de sua responsabilidade”. A empresa afirmou que está triste com o ocorrido e que o funcionário foi afastado desde o início das investigações.

O Carrefour também se comprometeu a criar uma nova política para a proteção e defesa dos animais. Veja a nota na íntegra:

Entenda o caso

Um relato publicado no Facebook no dia 28 de novembro relatou que um funcionário da rede de hipermercados teria envenenado e espancado um cachorro, causando sua morte.

 De acordo com a versão de Isabela Marcelino, que fez a denúncia em suas redes sociais, o animal estava pelos arredores da unidade do Carrefour há cerca de uma semana, quando foi espancado por um dos seguranças do local a pedido de um superior.

O cachorro foi quase morto a pauladas por um segurança da loja a mando de seu superior responsável, só porque pessoas importantes e diretores da matriz da empresa visitariam a loja. Para fazer “bonito”, não queriam o cachorro abandonado rodando por lá. Mandaram eliminar o animal como se não fosse nada e da pior forma possível!”, escreveu Isabela no Facebook, em um post que já reúne mais de 25 mil compartilhamentos. 

O vira-lata chegou a ser socorrido pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), mas não resistiu ao ferimentos e morreu.

Segundo a Prefeitura de Osasco, o Departamento de Fauna e Bem-Estar Animal foi acionado no dia 28 para prestar socorro a um cachorro ” ferido e sangrando”, possível vítima de atropelamento. Somente no sábado (1) o departamento recebeu a denúncia de que ” se tratava de um caso de maus tratos”. 

Carrefour acusou Centro de Zoonoses pela morte

Funcionário do Carrefour teria espancado e envenenado cachorro, que não resistiu aos ferimentos e faleceu. Foto: Reprodução Facebook
Funcionário do Carrefour teria espancado e envenenado cachorro, que não resistiu aos ferimentos e faleceu. Foto: Reprodução Facebook
Funcionário do Carrefour teria espancado e envenenado cachorro, que não resistiu aos ferimentos e faleceu. Foto: Reprodução Facebook
Funcionário do Carrefour teria espancado e envenenado cachorro, que não resistiu aos ferimentos e faleceu. Foto: Reprodução Facebook
Funcionário do Carrefour teria espancado e envenenado cachorro, que não resistiu aos ferimentos e faleceu. Foto: Reprodução Facebook
 
Funcionário do Carrefour teria espancado e envenenado cachorro, que não resistiu aos ferimentos e faleceu. Foto: Reprodução Facebook
 

Em nota emitida na terça-feira (4), o Carrefour disse que o CCZ foi acionado diversas vezes para retirar o animal do local, mas não compareceu, e culpa o Centro pela morte. “No momento da abordagem dos profissionais do órgão para imobilização, o cachorro desfaleceu em razão do uso de um ‘enforcador’, tipo de equipamento de contenção”. 

Na segunda-feira, ativistas e defensores dos direitos do animais realizaram um protesto na unidade do Carrefour que protagonizou a história. 

Fonte: IG

 

 

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar