Blog Kleverson LevyBLOGSSLIDE

KLEVERSON LEVY: Com tratores novos, Marx Beltrão ‘ajuda a pescar no lugar de dar o peixe’

Mas qual é a chave do tamanho sucesso do deputado federal com uma entrega, aparentemente, tão simples aos agricultores dos municípios alagoanos? | 14|01|2019 ÀS 06:03

Parlamentar alagoano esteve em Santana do Mundaú, Quebrangulo e outras cidades do estado / Foto: Raul Plácido

O debate da política é macro e abrangente. E muitas vezes, temas e personagens que parecem menores, mas não são, acabam pagando o preço salgado de não serem representados à altura. Sem suas demandas atendidas, acabam no limbo do poder público, sem voz, sem apoio.

A causa e os viventes da agricultura familiar são, infelizmente, um exemplo destes homens e mulheres que são gigantes, mas que muitas vezes não são enxergados pela nossa míope classe política.

São milhares e milhares de homens e mulheres, pais e mães de família, que tiram do campo, da enxada e da lida diária a sua subsistência. Em pleno século XXI estes trabalhadores que merecem todo o apoio e respeito ainda usam instrumentos rudimentares e sofrem para alcançar uma produtividade maior e melhor.

E o que o senso comum pensa em contrapartida para ajudá-los é, muitas vezes, a saída não emancipadora do assistencialismo. Ou seja, dar, no lugar de apoiar. Só que a maioria destes

trabalhadores e trabalhadoras não querem o peixe. Querem, simplesmente, apoio para pescar, porque da pesca eles já entendem, e muito bem.

O deputado federal Marx Beltrão (PSD) tem rodado Alagoas participando de entrega de tratores em comunidades voltadas à agricultura familiar, todos adquiridos com recursos federais provenientes de emendas parlamentares de sua autoria. Passou por Santana do Mundaú, por Quebrangulo, e por outras e outras cidades…

Nas visitas é sempre entregue um veículo, mais implementos agrícolas, por comunidade. Onde o deputado vai é elogiado, abraçado e aclamado. Mas qual é a chave do tamanho sucesso de Marx Beltrão com uma entrega, aparentemente, tão simples?

Explico! e esta explicação tem dois passos. Eis o primeiro: ao entregar um trator e um conjunto de implementos agrícolas a uma comunidade de agricultores e de homens e mulheres do campo, Beltrão não está entregando somente um trator e um conjunto de implementos agrícolas.

Ao realizar esta entrega, o deputado está ofertando condições de trabalho e chances de um futuro melhor para milhares de famílias. Afinal, para um coletivo de camponeses em condições de vulnerabilidade social que ara a terra e semeia o chão com as mãos, como se estivesse no século passado, um trator e um leque de equipamentos, representa chances espetaculares de avanço.

 

Representa, inclusive, produzir muito mais, com muito menos horas de trabalho, de forma mais otimizada e gerando mais dinheiro de modo mais confortável, e menos escravizante. E o principal: colhendo mais alimentos e mitigando a fome de mais de mais pessoas.

E o segundo: ao buscar recursos federais e levar um trator para uma comunidade rural carente, Marx Beltrão está, como já dito aqui, ajudando a pescar e não dando o peixe.

Ressalto: os homens e mulheres do campo querem dignidade, não clientelismo. Querem trabalho, e não esmola. Querem condições de produzir, e não de perecer de fome e pobreza.

Uma pena que a maioria da classe política esteja com a cabeça voltada aos conchavos, holofotes e vaidades da “grande política”. Enquanto isso, são ações de um parlamentar e seus tratores que mostram o imensurável que pode advir da atuação de um homem público, nas pseudos pequenas iniciativas do cotidiano.

Fonte: Blog Kleverson Levy

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar