EsportesSLIDE

No Rei Pelé, CRB e CSA se enfrentam em clássico que vale a liderança do Estadual

Após empate no Nordestão, Galo tenta vencer o rival para disparar na ponta da tabela; Azulão vem de eliminação na Copa do Brasil e busca reabilitação | Por Isaac Simões | 10|02|2019 ÀS 12:19

No último clássico, CRB e CSA ficaram no empate sem gols, pela Série B do Brasileirão em 2018 | FOTO: AILTON CRUZ.CRB e CSA voltam a se encontrar, na tarde deste domingo (10), para fazer o primeiro  Clássico das Multidões da temporada 2019, em confronto válido pela 4ª rodada do Campeonato Alagoano. A bola rola às 16h (horário de Alagoas), no Estádio Rei Pelé, mas a Gazetaweb mostra toda a preparação para o jogão, em tempo real, já a partir das 14h. Fique ligado!

Mandante da partida, o CRB terá a vantagem de atuar com 70% das arquibancadas repletas de vermelho e branco, enquanto a torcida do CSA ocupará somente 30% da capacidade do Trapichão. Líder do Estadual, com nove pontos conquistados em três rodadas disputadas, o Galo chega com a moral de ser o único time com 100% de aproveitamento da competição e, diante disso, espera manter o rendimento dos últimos jogos no campeonato para bater o Azulão e disparar na tabela. Além disso, o fator físico também pode ser o diferencial para o Galo, já que diferentemente do Azulão, o Alvirrubro teve uma semana inteira para trabalhar. 

Com seis pontos ganhos, o CSA figura na terceira colocação, mas, uma vitória sobre o Regatas, fará o clube marujo “tomar” a liderança do Alagoano, já que o Azulão empataria no número de pontos com o CRB e Coruripe (que derrotou o Jaciobá, nesse sábado, por 2×1, chegou aos 9 pontos e assumiu a vice-liderança), mas ficaria  a frente de seus adversários por ter um gol a mais de saldo. 

No último confronto entre os arquirrivais, ninguém foi de ninguém e os clubes empataram sem gols no dia 29 de setembro de 2018, ainda pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Na oportunidade, o CRB lutava para não cair, enquanto o CSA tentava carimbar seu passaporte para a elite do futebol nacional. 

Cores trocadas

Ferrugem defendeu o CSA em 2018 e fez parte do grupo que garantiu o acesso do Azulão à Série A do Brasileiro | FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

O clássico desta tarde também reserva o reencontro de dois jogadores com seus ex-clubes. Um dos destaques do CSA na campanha do vice-campeonato brasileiro da Série B em 2018, o volante Ferrugem deixou o Azulão para atuar no Japão e, nesta temporada, acertou sua vinda para o CRB. À Gazetaweb, ele falou do sentimento de enfrentar o Azulão e de sua expectativa para o primeiro clássico com a camisa alvirrubra.

“É normal esses encontros, faz parte do jogo de futebol e eu sou profissional. Fui feliz ano passado lá [no CSA], tivemos o acesso, mas hoje eu estou em uma nova história do outro lado, no CRB. Então, espero fazer um grande jogo no domingo e sair com a vitória”, falou o volante, confirmando que irá comemorar, caso balance as redes.

Agora no Regatas, Ferrugem promete comemorar, caso balance as redes contra o CSA | FOTO: AILTON CRUZ

“Vou comemorar! Eu acho que isso não é uma falta de respeito, muito pelo contrário: é um respeito pela minha torcida que eu estou defendendo hoje e também pelo CSA, porque eu entendo que uma comemoração não é desrespeito a ninguém”, concluiu.

Quem também vai passar pela experiência de jogar um Clássico das Multidões com outras cores é o goleiro João Carlos. Querido pela torcida regatiana, o arqueiro deixou o Galo em dezembro e acertou com o clube do Mutange, sendo uma das principais contratações do CSA para 2019.

João Carlos foi um dos principais jogadores do CRB na temporada 2018 | FOTO: DOUGLAS ARAÚJO / ASCOM CRB

Na coletiva da última sexta-feira (8), João preferiu fugir de polêmica em relação ao rival e disse que espera um resultado positivo neste domingo. 

“É um jogo importante, sem dúvida, e estamos muito focados. Clássico é sempre um jogo diferente, então, espero que a gente consiga impor um belo futebol e saia com a vitória”, disse o goleiro do Azulão, ressaltando que o fato de ter atuado no Galo não terá muita influência durante a partida.

Defendendo o Azulão em 2019, João Carlos fugiu de polêmica antes do clássico | FOTO: MORGANA OLIVEIRA/ASCOM CSA

“Independentemente de eu ter atuado do lado de lá, é um jogo difícil e precisamos estar preparados para enfrentar o CRB. Eles praticamente mudaram todo o elenco, então, não tem muito segredo, a preparação é a mesma de todo clássico. Nós sabemos que têm jogadores qualificados do outro lado também, mas nós podemos fazer um belo jogo”, afirmou.

Galo reforçado

Apesar de liderar o Estadual, o CRB vem de um resultado frustrante pela Copa do Nordeste, quando empatou com o Moto Club-MA, por 2×2, no último domingo (3), no Rei Pelé. O resultado provocou a ira do torcedor regatiano, que vaiou os jogadores na descida para o vestiário e passou a questionar o trabalho realizado pelo técnico Roberto Fernandes.

Ao longo da semana, Fernandes ganhou o reforço do lateral direito Júnior – que se recuperou da lesão na coxa sofrida contra o Murici ainda na 2ª rodada do Alagoano -, e do meio-campista Danilinho, regularizado junto à CBF. Assim, a tendência é que Júnior volte a ocupar sua posição entre os titulares, enquanto Danilinho faria sua estreia pelo CRB, no lugar de Felipe Menezes.

Autor do gol salvador contra o Moto-Club-MA, Zé Carlos pode pintar no time titular do CRB | FOTO: AILTON CRUZ

Já o lateral esquerdo Igor está em fase de transição, após passar por uma cirurgia na face, e dificilmente entrará em campo. Outra novidade pode ser no ataque alvirrubro. Autor do gol salvador contra o Moto Club-MA, Zé Carlos disputa vaga com Victor Rangel.

O CRB deve ir a campo com Edson Mardden; Júnior, Wellington Carvalho, Edson Henrique e Guilherme; Claudinei, Ferrugem, Mateus Silva e Felipe Menezes (Danilinho); Hugo Sanches e Victor Rangel (Zé Carlos).

Azulão desfalcado

O CSA chega para o clássico em clima de muita cobrança. Na última quarta-feira (6), o clube decepcionou na Copa do Brasil e acabou sendo eliminado da competição nacional, após perder para o Mixto-MT, por 1×0, na Arena Pantanal, em Cuiabá.

Apesar de não divulgar os relacionados para o clássico, o técnico Marcelo Cabo não deve promover muitas alterações na base do time que vem atuando. Certo mesmo é o desfalque do lateral direito Régis, que vinha atuando improvisado no setor ofensivo. O jogador foi expulso na partida contra o Murici e cumpre suspensão automática.

Expulso contra o Murici, Régis desfalca o Azulão no clássico | FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS 

Com a ausência de Régis, Jhon Cley e Hiago podem aparecer entre os titulares. Na lateral esquerda, Rafinha também pode voltar no lugar de Pedro Rosa.

O CSA deve ir a campo com João Carlos; Celsinho, Gerson, Luciano Castan e Rafinha (Pedro Rosa); Amaral, Dawhan, Didira e Matheus Sávio; Hiago (Jhon Cley) e Patrick Fabiano.

Arbitragem

O árbitro Rafael Carlos Salgueiro (CBF) apita o seu primeiro clássico, nesta tarde, no Estádio Rei Pelé. Ele será auxiliado por Pedro Jorge Santos de Araújo e Ruan Luis de Barros, ambos também do quadro da CBF. Helder Brasileiro de Aquino (CBF) será o quarto árbitro

Fonte: Gazeta Web

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar