Policia

“Alguma coisa não está se encaixando no Sistema Prisional”, diz promotor após visita do Conseg

Por Redação | 12/02/2019 | às 07:15 | Maceió

Assessoria | Visita do Conseg

No prazo de dez dias deverá ser concluído relatório com medidas que deverão ser adotadas dentro do Sistema Prisional para evitar novas fugas de presos, como a que ocorreu na última semana quando 12 reeducandos deixaram uma cela Penitenciária de Segurança Máxima sem serem notados pela equipe de segurança.

Para o promotor Sidrak Nascimento, que também é membro do Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg), “alguma coisa não esta se encaixando no Sistema Prisional” e é essencial que medidas sejam estabelecidas para evitar fugas.

Segundo Nascimento, o Conselho não havia concluído as investigações sobre uma outra fuga que ocorreu no ano passando, quando uma outra já surpreendeu. “Vamos ao secretário cobrar esclarecimentos e seremos mais rigorosos nas apurações”, completou ele.

A visita na unidade de Segurança Máxima ocorreu nesta segunda-feira (11) e contou com a participação do Conselho Penitenciário, que também investiga o caso das fugas.

Na última quarta-feira (06), os 12 presos estavam no módulo D, cela 10, e 11 conseguiram sair, mas foram capturados horas depois durante buscas das equipes do Grupo de Escolta e Intervenções táticas do sistema prisional, o Bope, a Radiopatrulha e Batalhão de Guardas.

“A Seris sempre busca estudar o evento [ocorrências anômalas a rotina prisional] para evitar que venha ocorrer novamente. Neste caso, fizemos todo um levantamento de possíveis falhas na questão de segurança e vamos aplicar novas medidas para que não ocorra novamente”, comentou o  chefe Especial de Gestão Penitenciária, tenente-coronel Gustavo Maia, através da assessoria. 

Fonte: Cada minuto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar