Blog Kleverson LevyBLOGSSLIDE

KLEVERSON LEVY | Sem mandato, ex-deputado é nomeado para receber salário de R$ 8 mil na ALE

Nova mesa diretora vem dando continuidade às nomeações de pessoas que farão parte dos gabinetes dos deputados estaduais nesta nova legislatura | 18|02|2019 às 20:08

Ato da Mesa Diretora danº 003/2019 faz com que ex-parlamentar reforce o quadro de pessoal da ALE na nomenclatura SP-25 / Foto: Internet.

Com a posse a nova diretoria da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), o Diário Oficial Eletrônico da Casa de Tavares Bastos vem trazendo – diariamente – nomeações das pessoas que ocuparão os cargos comissionados disponíveis nos gabinetes dos deputados estaduais.

Desde a semana passada, o Blog Kléverson Levy vem mostrando que cada parlamentar tem direito a 25 cargos de assessoria, ou seja, com valores que variam entre as remunerações que começam em R$ 721,03 (SP-01) até o maior valor que é o R$ R$ 8.040,00 (SP-25).

Hoje, 18, o Diário Oficial Eletrônico da ALE publicou a nomeação de Givaldo de Sá Gouveia Júnior, mais conhecido como Carimbão Júnior (Avante), que era deputado estadual na legislatura anterior.

Derrotado na eleição de outubro de 2018, quando obteve apenas 12.143 votos (0.81% válidos), “Carimbinho” – como chamam alguns mais próximos – foi nomeado na Casa de Tavares Bastos para exercer o cargo em comissão de secretário parlamentar.

O ato da Mesa Diretora danº 003/2019 faz com que Carimbão Júnior reforce o quadro de pessoal da ALE na nomenclatura SP-25, concedendo-lhe a gratificação prevista na Lei nº 7.406, de 23 de agosto de 2012, no valor exato de R$ 8.040,00 (oito mil e quarenta reais) – de acordo com a tabela de remuneração dos comissionados da Lei nº 7.411 de 04 de setembro de 2012.

Fora do mandato de deputado estadual, o ex-parlamentar será contemplado com um cargo como se fosse uma ‘recompensa’ por não ter conseguido êxito no pleito do ano passado. Será?

Afinal, entre os aliados, amigos, correligionários, familiares e parentes, os parlamentares dessa nova legislatura dispõem de 675 vagas (25 para cada gabinete) destinadas aos novos “assessores parlamentares”.

Por fim, o ‘Novo’ na ALE – ao que parece – permanece o velho!

Fonte: Blog: Kleverson Levy

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar