PoliticaSLIDE

Contra privatização do BNB, Marx Beltrão protocola requerimento de informações para Paulo Guedes

12/03/2019

O deputado federal Marx Beltrão (PSD) se manifestou na tarde desta terça-feira (12) no plenário da Câmara dos Deputados de modo contrário à privatização do BNB (Banco do Nordeste). Mas a posição do parlamentar, que coordena a bancada alagoana no Congresso, não vai se resumir a uma fala contra a venda do banco. Beltrão vai avançar no tema e já protocolou requerimento dirigido ao ministro Paulo Guedes, da Economia, em busca de informações sobre o processo de venda da instituição.

“O BNB tem uma importância considerável para a dinâmica econômica da região, está presente em cerca de 2 mil municípios, é um grande empregador e, principalmente, atua como indutor de diversos negócios no Nordeste. Uma instituição desta envergadura não pode ficar sem um direcionamento, nem ser privatizada sem garantias mínimas à sociedade nordestina, sua real proprietária. Precisamos de respostas, somos contrários a esta venda e queremos debater com profundidade esta suposta privatização do BNB” disse Marx Beltrão.

O governo de Jair Bolsonaro, por meio da Secretaria Especial de Desestatização e Desinvestimento, prevê privatizar o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e mais uma lista de extensa que pode chegar a 131 companhias. A meta é obter US$ 20 bilhões ainda neste ano com a negociação de estatais. Segundo os dados divulgados pela secretaria, as duas áreas que devem ter o maior número de empresas impactadas são a energética com 39 empresas, seguida por óleo e gás com 19 empresas. Na sequência, vem o setor financeiro com 16 companhias e depois comércio e serviços com 14 estatais a serem privatizadas ou capitalizadas.

Importância do BNB

O Banco do Nordeste do Brasil S.A. é uma instituição financeira múltipla, organizada sob a forma de sociedade de economia mista, de capital aberto e tem mais de 90% de seu capital sob o controle do Governo Federal. O BNB é responsável pelo maior programa de microcrédito produtivo orientado da América do Sul, o CrediAmigo, com clientela de 24,6% do mercado de microfinanças da região composto por 3,9 milhões de microempreendedores.

O Banco do Nordeste também opera o Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste (Prodetur/NE), criado para estruturar o turismo da Região com recursos da ordem de US$ 800 milhões. O Banco executa políticas públicas em ações como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) e a administração do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

Fonte:  TNH1

Facebook Comments

Artigos relacionados

Veja Também

Fechar
Fechar