PoliciaSLIDE

Namorada suspeita de matar jovem com veneno é presa pela Polícia Civil

Acusada foi denunciada por familiares da vítima logo após o crime; investigação aponta que morte ocorreu porque jovem desejava o fim do namoro | Assessoria | 14|03|2019 às 16:56

Jovem morreu no HGE após ser envenenado pela namorada, aponta investigação da polícia  | FOTO: REPRODUÇÃO/TV GAZETA

Agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoas (DHPP), prenderam na manhã desta quinta-feira (14) Steffany Rayanne dos Santos Vieira, de 21 anos, indiciada pelo assassinato do namorado Rafael José Calheiros dos Santos, também de 21 anos, ocorrido por envenenamento.

De acordo com o delegado Ronilson Medeiro, Steffany teve a prisão preventiva decretada pela juíza Isabelle Coutinho Sampaio, da 5ª Vara Criminal de Maceió, e foi localizada na residência de uma irmã na cidade de Rio Largo.

Rafael José Calheiros deu entrada no Hospital Geral do Estado (HGE) na madrugada de 16 de novembro do ano passado com sintomas de envenenamento, e acabou morrendo. Ele passou mal depois de ingerir “chumbinho” (nome popular do veneno para ratos) misturado a um achocolatado.

A família do jovem denunciou a namorada dele como suspeita de ter colocado o veneno na bebida. O delegado informou que as investigações confirmaram as denúncias feitas pelos familiares da vítima, inclusive laudos periciais.

O motivo do crime seria o interesse de Rafael de encerrar o relacionamento com a acusada. A prisão foi solicitada pelo delegado, e acatada pela juíza. Steffany deverá ser encaminhada ao sistema prisional.

Logo após o jovem morrer, Steffany Rayanne dos Santos chegou a conversar com a imprensa e negar qualquer ligação com o envenenamento e, posterior, morte do então namorado. Segundo ela, não tinha nenhum interesse na morte de Rafael. A vítima começou a passar mal logo após ingerir um composto vitamínico em casa. 

Fonte: Gazeta Web

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar