GeralSLIDE

Conheça o deficiente físico que viralizou ao fazer entrega de comida em Maceió

Carlos André perdeu a perna esquerda aos 5 anos por causa de um câncer que poderia se alastrar pelo corpo | Por Victor Lima | 12|04|2019 > 22:25

André foi registrado enquanto fazia entrega na noite desta quinta (11) FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAMPara encarar as dificuldades do dia a dia, não faltam brasileiros que fazem o que podem em busca de uma melhoria na renda. Um deles é Carlos André, de 19 anos, que não tem uma das pernas e trabalha como entregador de refeições por meio de um aplicativo. André foi registrado por um internauta durante o seu segundo dia de trabalho e a foto viralizou após uma postagem no Instagram pela garra do jovem morador da Ponta Terra que faz as entregas de bicicleta pelas ruas de Maceió. 

“Fico muito feliz com toda essa repercussão. Não esperava. O curioso é que eu comecei a trabalhar na terça porque, na quarta, não pude ir, e ontem foi meu segundo dia fazendo entrega. Só consegui estar trabalhando assim com a ajuda do meu vizinho, que também é entregador e já tem uma mochila de carga. Eu não tive como comprar a mochila, então, a gente reveza”, conta André.

Quem viu a publicação nem imagina a história por trás da força de André. Apesar de sua perna esquerda ter sido amputada aos 5 anos – por causa de um câncer maligno que poderia atingir órgãos vitais -, o jovem, além de ser apaixonado por andar de bicicleta, pratica basquete desde os 10 anos. 

“Eu uso o basquete e a bicicleta como terapia mesmo, foram coisas que me ajudaram a crescer adaptado a essa realidade. Quando o câncer apareceu, eu já tinha uma bicicleta que meu pai acabou vendendo por achar que eu não conseguiria mais me equilibrar. Depois que tudo passou, eu pedi uma nova bicicleta e voltei a andar, só não sei dizer como consigo equilíbrio [risos]”, relata.

O basquete faz parte da vida de André desde a infância e já trouxe prêmios para o jovem de 19 anos | FOTO: CORTESIA

Agora, como será que André decidiu trabalhar como entregador? “Na verdade, foi bem natural. Eu conheci o aplicativo por meio das redes sociais. Fora que eu sou bastante curioso, não gosto de ficar parado. E a bicicleta sempre foi muito presente na minha vida, até porque eu não gosto de andar de ônibus, então, é meu meio de transporte para todo lugar. Eu carrego minha namorada, meu irmão, mãe, até meu pai eu socorri uma vez e levei na bicicleta. Quis agarrar a oportunidade porque tenho uma meta de comprar um carro para trabalhar e penso em casar também, namoro há 5 anos já”, confessa. 

Com tanta garra, é claro que ele é um dos jogadores de destaque de seu time. O esportista já foi campeão do brasileiro de basquete na segunda divisão, ganhou o troféu All Star em 2015 como ala pivô e chegou a ser pré-convocado pela sub-20 da categoria. “Só não pude ir porque o time está enfrentando muitas dificuldades por estar sem patrocínio e eu não tenho muito como me manter lá sem ajuda”, finaliza. 

O exemplo de André inspirou os internautas. A @livino.cleide comentou: “Que foto…Que sirva pra mim e pra muitos que se sabota [sic] por nada apenas por ter medo de enfrentar algo que desconhece parabéns a este rapaz que mostrou que nada e capaz de impedir ele de seguir sua vida com plenitude, apesar da adversidade que a vida lhe deu”. @rafael_rosa2018 questionou: “Nossa de bicicleta ?? Quem disse que não existem super heróis!!”. Já @anasabrina_freitas defendeu: “Ajude esse rapaz a ter uma perna mecânica, super guerreiro e meredor [sic] @ubereats_br”. 

André viu no trabalho como entregador uma oportunidade para juntar dinheiro para um carro e espera conseguir casar também | FOTO: CORTESIA.

Fonte: Gazeta Web

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar