PoliticaSLIDE

Reitor mais votado pode não ser indicado, diz Bolsonaro em visita ao Recife

POLITICA: 25|05|2019 às 21:05

Foto: Peu Ricardo/DP
 
Em visita ao Recife na manhã desta sexta-feira (24), o presidente da República, Jair Bolsonaro, não garantiu que vai nomear o reitor que vencer as eleições deste ano da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). A mais importante instituição de ensino superior do estado está entre as onze do país cujos reitores serão nomeados pelo atual governo em 2019. 
 
De acordo com Bolsonaro, serão analisadas “a vida pregressa, os cursos, a formação das pessoas para escolher”. No pleito de 2019, concorrem à Reitoria da UFPE cinco chapas. “Chegando a lista tríplice, vamos usar os mesmos critérios para nomear o reitor ou reitora”, afirmou o presidente. 
No fim do ano passado, o Ministério da Educação (MEC) publicou uma Nota Técnica definindo as novas regras que devem nortear o processo de escolha de reitores pelas instituições federais de ensino superior. Agora, é exigido um mínimo de 70% de participação docente e de 15% de estudantes e servidores técnicos administrativos, com proibição de segundo turno. O mais votado não tem a garantia de ser o indicado pelo presidente, como acontecia no período de 2002 ao início de 2016.
 
Em janeiro deste ano, reitores das universidades públicas federais divulgaram uma nota oficial em que pediam ao governo a escolha como dirigentes das instituições de ensino superior aqueles indicados em primeira posição pelo colegiado eleitoral nas listas tríplices elaboradas pelas instituições. Até 2023, as universidades federais vão passar por mudanças de reitores.
 
“É essencial afirmar publicamente a importância de serem conduzidos ao cargo de reitor ou reitora aqueles docentes autonomamente indicados no primeiro lugar pelo colégio eleitoral de suas respectivas universidades, sendo garantido assim um elemento definidor da democracia, que é o respeito à vontade da maioria”, pontuou, na nota, a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).
 
Fonte: Diário de Pernambuco 
 
 

Facebook Comments

Artigos relacionados

Fechar