Home Alagoas Antonio Teixeira, volta a comandar a prefeitura de Tanque D’Arca

Antonio Teixeira, volta a comandar a prefeitura de Tanque D’Arca

Por Alagoas Brasil Noticias

Antonio Teixeira reassume a prefeitura de Tanque D’Arca

tonho

Tanque d’Arca, e viva o Tonho! Candidato único, vereador Antônio Teixeira (PMN) foi eleito na segunda-feira à tarde, prefeito de Tanque d’Arca.

Foram sete votos a seu favor, um abstenção e um voto em branco, numa eleição formada por um colegiado de vereadores.

O pleito ocorreu devido à cassação dos mandatos do então prefeito Roney Valença e de seu vice, Valdemir Lima, ocorrida no ano passado; ambos acusados de cometerem crime administrativo.

Logo após o resultado, o prefeito eleito saiu de braços dados com o deputado Chico Tenório (PMN) em meio a uma carreata pelas ruas da cidade, promovendo uma grande agitação em clima de muita alegria.

Tanque d’Arca – cena Antônio Teixeira espera que agora esse seu mandato seja definitivamente. No ano passado na qualidade de presidente da Câmara, Teixeira foi quem assumiu a Prefeitura, com o afastamento dos titulares.

Meses depois à frente do órgão, foi filmado recebendo propina em dinheiro de um construtor que executava obras no município.

A cena ganhou repercussão nacional, por ter sido exibida até no Fantástico da Rede Globo. Tanque d’Arca – brechinha Há menos de um mês durante os preparativos para essa eleição, os opositores de Antônio Teixeira o denunciaram na Justiça, relatando que depois que ele assumiu a Prefeitura, teria acumulado um patrimônio avaliado em mais de dois milhões de reais, mas em nome de “laranjas”.

Por essa razão, a Justiça o afastou por seis meses e quem assumiu foi o novo presidente da Câmara, Zé Luiz Santos (PMN). Porém, com um gesto ousado, Antônio Teixeira encontrou uma brecha na própria Justiça que o afastou, conseguindo a famosa “tal de Liminar” ( já que lá também é Brasil!) para assim concorrer ao cobiçado cargo que tanto almejava.

Tanque d’Arca – discurso “Assumi a Prefeitura em uma situação difícil com muitas contas atrasadas e sendo roubada pelo Roney. O Zé Rubem quando foi prefeito destruiu. Ficou devendo 11 meses de salários e muita gente passou fome.

Deve até hoje aos vereadores e funcionários. Mas o povo não é besta e o tempo do coronelismo passou! Fiz o que pude: reformei as escolas, posto de saúde e demais prédios públicos. Comprei ambulâncias, carros para as secretarias e coloquei água nos povoados que mais precisavam” destacou Antônio Teixeira.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário