Home Mundo Joe Biden diz que ataque a policiais em Dallas ‘tocou a alma do país’

Joe Biden diz que ataque a policiais em Dallas ‘tocou a alma do país’

Por Alagoas Brasil Noticias

Vice-presidente substituiu Obama em discurso semanal em rádio.
Ele disse que é preciso denunciar injustiças, mas também apoiar polícia.

VP Biden: Portrait shoot by Andrew "Andy" Cutraro. 459 EEOB Studio

O vice-presidente dos EUA, Joe Biden, disse no sábado (9) que a morte de cinco policiais em Dallas “tocou a alma do país”. Os agentes foram mortos a tiros por Micah Johnson durante um protesto contra a morte de dois homens negros por policiais na última semana. 

TIROTEIO EM DALLAS
Cinco policiais mortos

Biden substituiu o presidente Barack Obama, que está em Varsóvia participando de uma convenção da Otan, em um discurso semanal de rádio. Ele falou sobre a morte dos policiais e também sobre os casos de Alton Sterling, em Baton Rouge, Louisiana, e Philando Castile, em St. Paul, Minnesota.

“Quando a bala de um assassino mirou na força policial em Dallas, ela tocou a alma do país”, disse o vice-presidente. “Aqueles mortos e feridos estavam protegendo a segurança dos que estavam pacificamente protestando contra injustiças raciais no sistema de justiça criminal”, prosseguiu.

Ele disse que naquela noite os manifestantes “estavam marchando contra o tipo de imagens chocantes que vimos em St. Paul e Baton Rouge, e vimos vezes demais em outros lugares, de tantas vidas de negros perdidas”.

Em seu discurso, Biden afirmou ainda que os americanos têm o dever de lutar contra injustiças, mas que precisam também apoiar a polícia.

“Todos nós temos que nos levantar e denunciar as disparidades em nosso sistema de justiça criminal, assim como todos nós temos que apoiar a polícia que nos protege em nossas comunidades todos os dias”.

Dallas
Micah Xavier Johnson, apontado como o autor do tiroteio em Dallas, no estado do Texas, que deixou cinco policiais mortos e outras nove pessoas feridas, entre elas sete agentes, era reservista do Exército e combateu no Afeganistão, informou o Pentágono.

Johnson, um afro-americano de 25 anos, serviu no Afeganistão entre novembro de 2013 e julho de 2014, informou o Exército americano. Ele agiu sozinho no ataque em Dallas.

Johnson vivia no subúrbio de Mesquite, em Dallas, segundo as emissoras de TV CBS News e a NBC News.

Ele foi morto após confronto com a polícia.

O ataque de Johnson aconteceu na noite de quinta-feira (7), durante uma manifestação até então pacífica contra as mortes de Alton Sterling e Philando Castile por policiais. 

Os cinco policiais mortos por ele foram Mike Smith, Lorne Ahrens, Michael Krol, Brent Thompson e Patrick Zamarripa.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário