Home Municípios Justiça mantém afastamento do prefeito de União dos Palmares

Justiça mantém afastamento do prefeito de União dos Palmares

Por Alagoas Brasil Noticias

Bens de Beto Baía também foram mantidos indisponíveis por desembargador

beto baia

O desembargador Pedro Augusto Mendonça de Araújo, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), manteve o afastamento e a indisponibilidade dos bens do prefeito de União dos Palmares, Carlos Alberto Borba de Barros Baía, O Beto Baía, acusado de improbidade administrativa. 

Segundo os autos, o gestor teria cometido supostas irregularidades na contratação do Centro de Diagnóstico Laboratorial (Cedlab), responsável por realizar exames médicos no município. A defesa afirmou que a contratação ocorreu em 2011, antes de o prefeito assumir. Sustentou ainda que a indisponibilidade dos bens é uma medida excepcional, sendo conferida apenas nos casos em que ficar comprovada a impossibilidade de ressarcimento ao erário, ou seja, quando se tem prova inequívoca de que o réu está dilapidando o seu patrimônio.

Para o desembargador, no entanto, a indisponibilidade de bens não exige a comprovação de dilapidação do patrimônio. “Oportuno registrar que, a indisponibilidade dos bens, prevista no artigo 7º da Lei de Improbidade Administrativa, não exige que haja a comprovação de que os réus estão dilapidando o patrimônio, bastando apenas fortes indícios da prática de improbidade, contrariamente do defendido pelo ora recorrente”.

Ainda de acordo com Pedro Augusto de Araújo, as determinações de afastamento do réu e da indisponibilidade de seus bens, móveis e imóveis, até o montante de R$ 500 mil, restaram bem fundamentadas pelo Juízo singular, “demonstrando-se, ao menos neste momento, imprescindível à efetividade da ação de improbidade administrativa manejada”.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário