Home NotíciasPolitica Michel Temer escolhe terceiro deputado alagoano para assumir ministério Turismo

Michel Temer escolhe terceiro deputado alagoano para assumir ministério Turismo

Por Alagoas Brasil Noticias

Suplente portador de ELA deve assumir cargo deixado por Marx Beltrão (PMDB)

Marx Beltrão -

O deputado federal Marx Beltrão (PMDB/AL) foi escolhido como o novo ministro do Turismo do presidente interino Michel Temer (PMDB) a ser nomeado na próxima quarta-feira (20). A informação foi vazada pelo O Globo na manhã desta terça-feira (19).

Beltrão é o terceiro alagoano a fazer parte do governo de Temer, depois de nomear os também deputados Maurício Quintella Lessa, como ministro dos Transportes, e Rosinha da Adefal, como secretária especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Ministério da Justiça, Temer ‘convoca’ Beltrão para compor seu ‘elenco’.

Ainda de acordo com informações do jornal O Globo, a opção pelo deputado alagoano se deu após Temer anunciar a devolução do comando de Furnas à bancada pertencente ao PMDB de Minas Gerais como forma de recompensa aos mineiros, pois seis deputados exigiam cargos do Palácio do Planalto durante a reforma ministerial.

Ainda segundo a matéria do O Globo, a nomeação está atrasada porque Beltrão responde a um processo no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo crime de falsidade ideológica. A denúncia dá conta de que, quando eleito prefeito de Coruripe (AL), o deputado teria apresentado documentos falsos ao Ministério da Previdência Social informando repasse e recolhimento do município.

Com a saída de Beltrão, a vaga de deputado federal será assumida pelo suplente, Dr. Hemerson Gama (PMDB), até a próxima sexta-feira (22). Hemerson Casado é portador da doença degenerativa ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica), e tem como foco de trabalho questões que envolvem a minoria de cidadãos com restrições físicas.

Queda e demissão
Ainda em junho, o anterior ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) pediu demissão do cargo após novas revelações da delação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Alves só sacramentou a demissão após receber a informação de que existem provas inéditas, desta vez documentais, contra ele, como antecipou o blog do jornalista Jorge Bastos Moreno, no site do O Globo.

Segundo integrantes da cúpula do governo e do PMDB, Alves teria sido informado sobre a descoberta de um depósito de empreiteira em uma conta sua na Suíça. Ele foi o terceiro ministro nomeado pelo interino a deixar o cargo.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário