Home NotíciasPolitica “Boa parte de quem se diz oposição no Brasil não é oposição”, diz doutor em Economia

“Boa parte de quem se diz oposição no Brasil não é oposição”, diz doutor em Economia

Por Alagoas Brasil Noticias

Adolfo Sachsida é doutor em Economia e tem sido um dos nomes expoentes na defesa das ideias de redução de Estado e maior liberdade econômica no país. Sachsida tem dado diversas palestras em relação ao que é preciso ser feito, em sua visão, para que o país saia do momento de crise. De acordo com ele, diminuir o intervencionismo estatal é o primeiro ponto.

                Em Maceió, Sachsida conversou com nossa equipe de reportagem sobre o cenário político e as expectativas para os próximos anos. Polêmico, classificou a era petista como muito ruim para nossa história. Enfatizou a “miséria moral” como a herança cultural deixada pelo recente governo. Criticou ainda a frágil oposição brasileira que não consegue apresentar proposta e ainda comunga de alguns ideiais que o Partido dos Trabalhadores defende. Confira a entrevista na íntegra.

Em relação a este cenário político que a gente está vivenciando, com partidos que, de certa forma, se diferenciam apenas no grau de intervencionismo, como é que você enxerga este quadro e como buscar um projeto diferente para o país já que todas as agremASDFiações parecem ser fruto de uma matriz muito semelhante?
Bem, primeiro é bom deixar claro que foi justamente esse quadro que nos trouxe até aqui: esta falta de opção. No papel, você vê que existem vários partidos, mas na prática e na realidade são vários tons de vermelho. Todos eles apresentando, de certa forma, soluções erradas para os problemas que estão destruindo o país. Como nós vamos mudar isto? Bem, com as ideias. A única forma capaz de mudar o país é termos novas ideias que defendam mais liberdade e que derem a população o direito de escolher o seu futuro.

É possível, dentro do nosso quadro partidário, distinguir o que de fato é direita e esquerda no país e quem defende o quê neste momento?

Dentro dos partidos não existe isto. Esta diferenciação é quase inexistente. Então, você vai pegar ideias do PT e do PSDB e verá que são muito parecidas em seus conteúdos de intervenção estatal. O que você vai conseguir enxergar são alguns políticos que possuem ideias de direita e indivíduos que estão na sociedade civil defendendo algumas das bandeiras do que se pode considerar a direita, como maior liberdade para o individuo e para as empresas, maior empreendedorismo e menos intervenção estatal.

Se a gente for tomar o conceito clássico de direita, levando em consideração a concepção de estado moderno, a gente vai encontrar algo bem diferente do que o que se prega no país como sendo direita. Vereamos a defensa das garantias constitucionais, o menor Estado, uma maior liberdade econômica, enfim. Que dentro desta direita ainda há divergências, como liberais e conservadores. Por qual razão estas ideias, em sua visão, são tão demonizadas no país?

Essa é uma excelente pergunta. Não sei se consigo ter a resposta. Eu tenho chutes. A esquerda dominou a alta cultura do país. Com isto dominou as universidades, vários jornais. Então hoje, a grande mídia e as universidades foram formadas com viés do pensamento esquerdista e criou o espantalho de uma direita fictícia onde colocam tudo aquilo que faz mal ao cidadão e se assumem, eles, como o único bem. Isto é uma mentira. A melhor maneira do cidadão se proteger é apoiar ideias que sejam contra ditaduras, contra regimes totalitários e a favor da liberdade. É isto que precisa ser debatido. No caso da direita, nós defendemos a liberdade, porque defendemos as liberdades individuais e a propriedade privada. Por isto, sempre seremos contrários a todo e qualquer tipo de ditadura. Agora, eu acho engraçado que colocam o Nazismo no colo da direita e esquecem que Nazismo é uma sigla para o nacionalismo socialista alemão. Esquecem de dizer que Hitler odiava o livre mercado e a burguesia. Então, é mais um regime totalitário, assim como o Fascismo, que nós repudiamos.

Falando do nosso momento político atual. Estamos vivendo uma forte crise econômica e uma crise moral e política diante de tanta corrupção. É o pior momento da nossa história? Pois coisas assim já existiram antes…

É sim. Pelo meu conhecimento o PT fez o pior governo da história de um país em tempos de paz. Nunca se gerou tanto caos quanto o Partido dos Trabalhadores gerou no Brasil em tempos de paz. Se você pegar países em tempos de guerra, tem governos piores. Mas, o PT, em tempos de paz, gerou desemprego, miséria, divisão social, ele divide a população em brancos e negros, mulheres e homens, gays e heterossexuais. Então, não é só uma questão econômica, mas também uma miséria moral e social. Infelizmente, a herança maldita do PT vai prejudicar muito o Brasil ainda.

 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário