Anadia/AL

25 de outubro de 2021

Anadia/AL, 25 de outubro de 2021

Advogado de Celso Luiz diz que juiz que emitiu mandado foi induzido a erro

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 29 de julho de 2016

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
advogado

Advogado nega participação de Celso Luiz em esquema de desvio de dinheiro público (Crédito: TNH1)

Os advogados do prefeito afastado de Canapi, Celso Luiz, e do secretário de assuntos estratégicos do município, Jorge Valença, concederam uma entrevista coletiva onde negaram que seus clientes tenham participação no esquema responsável pelo desvio de R$ 10 milhões dos cofres públicos.

Luiz Medeiros, que defende o prefeito – afastado hoje pela Justiça – afirmou que o cumprimento do mandado de condução coercitiva ocorreu porque o desembargador, que emitiu o mandado, foi induzido a erro.

Medeiros questionou a ação da Polícia Federal, que julgou ter como objetivo apenas “macular a imagem de Celso Luiz”. “Se o delegado da PF tivesse, efetivamente, documentos que comprovassem esse tipo de crime é evidente que o desembargador teria decretado a prisão, que não o fez, porque é ilegal”, justificou.

Já Luiz Fornazari, que defende o secretário, afirmou que seu cliente está sendo acusado de ter várias procurações, o que não seria verdade. “Informalmente eu disse ao delegado que meu cliente tem uma única procuração, mas, oficialmente, o orientei a ficar calado e só se pronunciar em juízo”, explicou.

Fornazari completou dizendo que na época dos fatos investigados o cliente dele não era integrante do executivo municipal. “Ele foi indiciado, mas a gente não tem as provas ainda sobre a participação dele, qual o envolvimento dele nessa linha que a Polícia Federal está estrategiando (sic) para o indiciamento dele”, afirmou.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter