Anadia/AL

23 de outubro de 2021

Anadia/AL, 23 de outubro de 2021

Servidores e sindicatos protestam contra possível privatização no HGE

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 12 de agosto de 2016

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
CASA

Servidores do Hospital Geral do Estado (HGE) e integrantes de Movimentos ligados à Saúde realizaram um protesto, na manhã desta sexta-feira (12) na porta da unidade, no bairro do Trapiche da Barra. O grupo é contra mudanças na forma de gestão do hospital e a implantação de uma Organização Social (OS) na administração.

O protesto ocorreu na porta da unidade e não atrapalhou o funcionamento da unidade, mas contou com a adesão de funcionários do HGE. A presidente do Sindprev, Maria Lúcia Santos, disse que o objetivo do ato é mostrar à população que utiliza os serviços do hospital sobre as mudanças previstas na administração.  Ela afirmou que o modelo de gestão por OS é um risco e que não resolveria os problemas da saúde.

 “Infelizmente desde 2015 essa Lei [das Organizações Sociais]foi aprovada no apagar das luzes do ano e agora está sendo implantada. Agora estamos lutando para que isso não aconteça. Não é privatizCASAando, colocando uma OS para substituir o trabalho dos servidores que irá melhorar as condições de trabalho. O governo faz coro ao que tá ocorrendo a nível nacional atentando contra o direito da população ter uma saúde pública de qualidade”, disse.

A presidente do Sindprev ta
mbém criticou as condições de trabalho e a superlotação no HGE.

“A solução passa pela questão administrativa. Teria condições de melhorar o trabalho, pois vem verba federal. É vontade política, há condições de melhorar a saúde pública. Faltam insumos, tem superlotação, mas dá para melhorar sem privatizar”, completou.

Possibilidade de OS na Saúde

Nesta semana, o governador Renan Filho afirmou que estuda a implantação de Organizações Sociais na administração do HGE. Ele falou que o projeto vem sendo analisado desde o início de sua gestão e que por serum modelo implantado de forma satisfatória em todo o país, a possibilidade era analisada a nível local.

Na última quinta-feira a gerente do HGE, Verônica Maria Omena, foi exonerada do cargo e o médico José Barbosa foi nomeado para o cargo por meio de decreto assinado pelo governador.

A Secretaria de Estado da Saúde afirmou que a saída faz parte de um novo modelo de gestão que será implantado na unidade. Porém foi afastada a possibilidade da implantação de uma OS na administração.

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter