Anadia/AL

22 de outubro de 2021

Anadia/AL, 22 de outubro de 2021

“Yayá Tchê Tchê” se prepara para ser pai e sonha com Seleção

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 15 de agosto de 2016

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
aqe

Tchê Tchê foi uma das sensações do Audax no Campeonato Paulista vestindo a camisa 2 no time de Fernando Diniz. Acabou sendo contratado pelo Palmeiras e muitos esperavam que ele assumisse rapidamente a condição de titular da lateral direita. Mas Cuca o escalou no meio, deslocando o volante Jean para a ala. Problema? Nenhum.

O ex-camisa 2 do Audax se firmou tão bem no meio-campo do Palmeiras que ganhou um apelido dos companheiros de time: “Yayá Tchê Tchê”, em alusão ao marfinense Yayá Touré, um dos melhores meio-campistas do mundo.

Em entrevista à Revis
ta Palmeiras, Tchê Tchê falou sobre seu bom momento no clube e sobre a expectativa de ser pai pela primeira vez. A esposa dele, Cláudia, está grávida de oito meses. Ambos esperam Ravier para setembro. O nome do filho, aliás, carrega mais uma curiosidade. Tchê Tchê quer “Javier”, como o volante argentino Mascherano (coincidência?). Mas…

– Eu gosto desses nomes sul-americanos, meio argentino – conta Tchê Tchê.

A esposa aceitou, mas caqeom uma condição: que seja Ravier, com “R”. Essa “disputa” ainda está em aberto.

Elogios de Tite e sonho com Seleção

Na entrevista, Tchê Tchê comentou sobre os elogios que recebeu de Tite, quando o técnico comandava o Corinthians, eliminado pelo Audax nas semifinais do Paulistão. Tite agora é treinador da seleção brasileira, e o palmeirense, claro, sonha com uma convocação.

– O sonho de todo jogador é chegar à Seleção, a visibilidade é maior por eu estar em um clube grande. O Tite me elogiou, mas estava no rival. Agora é diferente, o nível de Seleção é muito maior, dos atletas e de competitividade. Eu sonho, mas com os pés no chão.

Tchê Tchê explicoutambém que sempre preferiu jogar no meio-campo.

– Na verdade, nunca fui lateral. Pelo Audax, só jogava com a número 2. Até brincava com o (técnico Fernando) Diniz que eu não gostava, mas deu certo. Sou um meio-campista, me defino assim.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter