Home NotíciasPolitica Governador defende mudanças no projeto da renegociação e novas fontes de recursos-

Governador defende mudanças no projeto da renegociação e novas fontes de recursos-

Por Alagoas Brasil Noticias

gover

O Projeto de Lei que renegocia dívidas dos Estados com a União foi pauta de um encontro entre governadores do Centro-Oeste, Norte e Nordeste, com a presença de Renan Filho, além de um encontro com o presidente interino Michel Temer, para tratar dos repasses e liberações de empréstimos. No encontro, ocorrido em Brasília nesta terça-feira (16), o governador de Alagoas defendeu novas fontes de recursos para os estados prejudicados.

Renan Filho foi um dos governadores que engrossou coro para que haja mudanças no projeto de Lei da renegociação das dívidas. Ele falou ser necessário também promover a discussão de novas fontes de recursos como autorizações para a obtenção de novos créditos da União. Ele ressaltou que todas as ideias serão debatidas entre os governadores e Michel Temer, e que o importante é fortalecer o equilíbrio federativo.

“Nós estamos aqui pleiteando somente decisões que possam beneficiar todo o país, de maneira equânime, e permitir que todos os estados enfrentem a crise de cabeça erguida. O Brasil é um só: ou sairemos todos juntos da crise ou ficaremos todos juntos nela”, afirmou Renan Filho.

Durante a reunião, o senador Renan Calheiros comunicou que a renegociação da dívida dos estados com a União não foi feita de forma equilibrada. O senador ouviu também reclamações sobre falta de isonomia nas relações econômicas entre a União e seus entes federados.

Pelas regras, os estados terão um alongamento, por 20 anos, do prazo para quitação das dívidas estaduais com a União, além da suspensão dos pagamentos até o fim deste ano – com retomada gradual de 2017 em diante – e alongamento por 10 anos, com quatro anos de carência, de cinco linhas de crédito do BNDES.

Salários em dia

O governador Renan Filho vem ressaltando, no decorrer de seu governo, que o atual cenário da economia brasileira é difícil e, atualmente, alguns estados já não pagam os salários dos servidores. “O Estado de Alagoas é um dos poucos onde o servidor público é devidamente valorizado, com pagamentos em dia. Além disso, continuamos investindo em melhorias para o Estado”, finalizou o governador.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário