Home NotíciasPolitica Troca de voto por abastecimento de veículos é investigado na cidade de Rio Largo

Troca de voto por abastecimento de veículos é investigado na cidade de Rio Largo

Por Alagoas Brasil Noticias

Uma operação conjunta do Ministério Público Estadual (MPE) com apoio das polícias Civil e Militar foi deflagrada, nesta sexta-feira (23), com o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão de documentos na cidade de Rio Largo, Região Metropolitana de Maceió. Denúncias recebidas dão conta de que recursos da prefeitura estariam sendo utilizados para fazer campanha de um candidato a prefeito. Uma nota fiscal de posto de gasolina e um talonário foram apreendidos durante a ação. 

Durante a operação, os agentes foram até um posto de combustíveis que abastece os veículos da prefeitura, além de também visitarem residências de funcionários do município e órgãos públicos. A sede do comitê eleitoral do candidato também foi alvo da ação.

Segundo o promotor eleitopoliciaral de Rio Largo, Wesley Fernandes, uma coligação contrária ao candidato Pedro Vitor (PSC) requereu a antecipação de provas, alegando que o candidato estaria comprando votos e abastecendo carros, utilizando, pra isso, recursos da prefeitura.

Talonários e notas foram recolhidos para análise do MPE

“Recolhemos um talonário e a nota de um abastecimento realizado no posto, que foi fruto da denúncia. Nes
ta nota, consta que o carro abastecido foi um Fiesta, no entanto, um vídeo mostra que o veículo abastecido foi um ônibus”, informou Fernandes.

Ainda segundo o promotor, o talonário contém vários recibos no valor de R$ 20,00 cada, o que pode ser um indício de crime eleitoral. “Isso apresenta um forte indício de compra de votos pelo candidato”, completou. 

Agora, uma análise será feita pelo promotor, até a próxima semana, com o objetivo de concluir se houve ou não uso da máquina pública durante a campanha.

A advogado do candidato Pedro Vitor, Marcelo Brabo informou que o posto onde os veículos são abastecidos, tambémpossuem outros três partidos como clientes, além da prefeitura. “Temos notas fiscais que comprovam que está tudo dentro da legalidade. Essa denúncia é feita por candidatos que sabem que não tem condições de ganhar e querem tirar o lugar do outro. Mas tudo está nos conformes e essa denúncia é vazia. É como um track, porque nem como estalo bebê ela chega”, completou.

 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário