Anadia/AL

4 de dezembro de 2021

RÁDIO ABN NEWS

Anadia/AL, 4 de dezembro de 2021

Troca de voto por abastecimento de veículos é investigado na cidade de Rio Largo

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 23 de setembro de 2016

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
policia

Uma operação conjunta do Ministério Público Estadual (MPE) com apoio das polícias Civil e Militar foi deflagrada, nesta sexta-feira (23), com o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão de documentos na cidade de Rio Largo, Região Metropolitana de Maceió. Denúncias recebidas dão conta de que recursos da prefeitura estariam sendo utilizados para fazer campanha de um candidato a prefeito. Uma nota fiscal de posto de gasolina e um talonário foram apreendidos durante a ação. 

Durante a operação, os agentes foram até um posto de combustíveis que abastece os veículos da prefeitura, além de também visitarem residências de funcionários do município e órgãos públicos. A sede do comitê eleitoral do candidato também foi alvo da ação.

Segundo o promotor eleitopoliciaral de Rio Largo, Wesley Fernandes, uma coligação contrária ao candidato Pedro Vitor (PSC) requereu a antecipação de provas, alegando que o candidato estaria comprando votos e abastecendo carros, utilizando, pra isso, recursos da prefeitura.

Talonários e notas foram recolhidos para análise do MPE

“Recolhemos um talonário e a nota de um abastecimento realizado no posto, que foi fruto da denúncia. Nes
ta nota, consta que o carro abastecido foi um Fiesta, no entanto, um vídeo mostra que o veículo abastecido foi um ônibus”, informou Fernandes.

Ainda segundo o promotor, o talonário contém vários recibos no valor de R$ 20,00 cada, o que pode ser um indício de crime eleitoral. “Isso apresenta um forte indício de compra de votos pelo candidato”, completou. 

Agora, uma análise será feita pelo promotor, até a próxima semana, com o objetivo de concluir se houve ou não uso da máquina pública durante a campanha.

A advogado do candidato Pedro Vitor, Marcelo Brabo informou que o posto onde os veículos são abastecidos, tambémpossuem outros três partidos como clientes, além da prefeitura. “Temos notas fiscais que comprovam que está tudo dentro da legalidade. Essa denúncia é feita por candidatos que sabem que não tem condições de ganhar e querem tirar o lugar do outro. Mas tudo está nos conformes e essa denúncia é vazia. É como um track, porque nem como estalo bebê ela chega”, completou.

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter