Home NotíciasEsportes Apático em campo, CSA é goleado por 4 a 0 pelo Volta Redonda e é vice da Série D

Apático em campo, CSA é goleado por 4 a 0 pelo Volta Redonda e é vice da Série D

Por Alagoas Brasil Noticias

O CSA encarou o Volta Redonda na noite deste sábado (1), no Estádio Raulino de Oliveira, no interior do Rio de Janeiro, pelo segundo jogo da final do Campeonato Brasileiro da Série D. O time alagoano foi goleado por 4 a 0 e amargou mais um vice-campeonato este ano. Dija Baiano, David e Marcos Júnior (duas vezes) fizeram os gols do clube fluminense. Em pelo menos dois, o goleiro Pantera teve participação decisiva após falhas.

O Azulão estava confiante em, enfim, conquistar seu primeiro título nacional após três vices campeonatos ainda nos anos 80. Após o acesso, o time alagoano, que não levanta uma taça há oito anos, sentia que poderia acabar com o jejum este ano.

A festa estava organizada aqui em Maceió e também no Rio de Janeiro, para onde foi centenas de azulinos em buscar de comemorar o tão esperado título.

Dentro de campo, seammm o goleiro Jeferson – machucado – o técnico Oliveira Canindé mandou a campo Pantera, que acabou sendo um dos principais negativos da fraca atuação azulina no duelo decisivo. Após tomar o primeiro gol aos 26 do primeiro tempo, o time alagoano passou por um apagão e em menos de 15 minutos, acabou tomando mais dois e o Volta Redonda decidira a final ainda na etapa inicial.

 

O jogo

Até os primeiros 15 minutos de jogo, a partida estava equilibrada. O CSA tocou a bola com tranquilidade e apertou a saída de bola do time fluminense. Aos 11, Bismarck levantou na área e Leandro Cardoso, sozinho, não conseguiu cabecear para o gol. O Azulão perdera uma chance de ouro que poderia fazer com que o andamento da partida fosse diferente.

Aos 19 minutos, o principal lance do CSA na partida. Marcos Antônio disputou a posse de bola e arriscou de longe. A bola passou muito próxima do gol do goleiro Mota. A partir daí, a história da partida mudou drasticamente. O Volta Redonda passou a controlar mais a partida.

Aos 26 minutos, Dija Baiano recebeu passe em profundidade e tocou no canto esquerdo do goleiro Pantera para abrir o placar para o Voltaço. O CSA nem conseguiu se organizar em campo e aos 31, Marcelo cruzou na área e Marcos Júnior cabeceou para o fundo das redes, ampliando o placar.

O segundo gol do Volta Redonda acabou desestabilizando ainda mais o time azulino. E foi aos 40 minutos, que Pantera apareceu pela primeira vez. Após antecipação errada, o goleiro deixou a bola sair do domínio de suas próprias mãos e soltou-a nos pés de David, que não teve nenhum trabalho para empurrá-la para o gol.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Oliveira Canindé trocou Didira por Marcelo Nicácio. A postura azulina foi diferente, mas não eficiente. Com muita posse de bola e pouca criatividade, o time deixou uma avenida pelo lado esquerdo do campo e foi por este setor que Dija Baiano recebeu sozinho, passou para Michel Cury, que sem goleiro, acertou o travessão e perdeu o que seria o quarto gol.

Aos 21 minutos, Pantera voltou a falhar e Marcos Júnior ampliou e fechou o placar para o Volta Redonda, que conquistou o seu primeiro título nacional em seus 40 anos de história. Apático em campo, o CSA não teve forças para reagir.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário