Home NotíciasPolitica Deputados federais votam na Câmara pela ‘entrega’ do pré-sal a multinacionais

Deputados federais votam na Câmara pela ‘entrega’ do pré-sal a multinacionais

Por Alagoas Brasil Noticias
Projeto do senador José Serra é duramente criticado porque distancia a Petrobras da exploração das reservas

artur

Quatro deputados federais, representantes da bancada alagoana, também aprovaram na noite de quarta-feira (5), o Projeto de Lei 4567/16, de autoria do senador licenciado José Serra (PSDB-SP), para entregar a exploração do pré-sal às multinacionais do petróleo.

Durante a votação, os parlamentares Pedro Vilela (PSDB), João Henrique Caldas (JHC, PSB), Nivaldo Albuquerque (PRP) e Arthur Lira (PP) confirmaram seus votos ao projeto considerado “entreguista” pela Federação Única dos Petroleiros (FUP), Associação dos Engenheiros da Petrobras (AEPT) e do Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ).

pedro-vilela

“A ideia é desobrigar a Petrobrás de ser a única operadora de cada bloco de exploração do pré-sal. O projeto não retira a preferência que a estatal tem para explorar qualquer nova área”, justificou o deputado Pedro Vilela.

Segundo o parlamentar, a entrega do pré-sal às multinacionais estrangeiras trará um bem enorme ao país. Tanto a FUP quanto a AEPT e o Sindipetro entendem que a após anos de investimentos e estudos geológicos, a Petrobras descobriu em 2007 uma das maiores reservas de petróleo de boa qualidade do planeta, o pré-sal.

jhc2

Ainda segundo as instituições que defendem veementemente que o pré-sal seja explorado pela Petrobras, “é que as reservas são estimadas em centenas de bilhões de barris e, como já foram detectadas pela estatal, não haveria risco algum para petrolíferas estrangeiras, às quais caberia apenar furar um poço e levar o petróleo para sua matrizes”.

nivaldo-albuquerque-teve-a-sua-primeira-audiencia-com-presidente-michel-temer

Dos quatro parlamentares que votaram e assumiram sua vontade em entregar o pré-sal, apenas Pedro Vilela se manifestou. Arthur Lira, JHC e Nivaldo Albuquerque não justificaram seus votos.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário