Anadia/AL

24 de julho de 2021

Anadia/AL, 24 de julho de 2021

MPT pede bloqueio de bens da Usina Sinimbú para pagar salários de trabalhadores

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 7 de outubro de 2016

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
sinimbu

sinimbu

O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Alagoas pediu à Justiça do Trabalho, por meio de uma ação cautelar, o bloqueio e a indisponibilidade dos bens da usina Sinimbú para garantir o pagamento de salários atrasados dos empregados da usina. Cerca de mil trabalhadores do campo e da indústria ainda não receberam os salários de junho, julho e agosto deste ano e aguardam receber pagamentos de 2015.

Trabalhadores de usina fecham rodovia federal em Alagoas

Durante a última audiência realizada na sede do MPT, os representantes da usina não apresentaram nenhuma proposta para negociar a quitação dos débitos. A procuradora do Trabalho Rosemeire Lobo, responsável por mediar a audiência, propôs à empresa a assinatura de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), mas a usina não demonstrou interesse em firmar o acordo. “Diante da recusa da empresa, por várias vezes, de apresentar propostas para pagar os salários dos trabalhadores, requeremos que a empresa assuma judicialmente a obrigação de coibir a irregularidade”, disse a procuradora.

O Ministério Público do Trabalho ainda estipulou prazo de 20 dias para a usina apresentar uma proposta de solução das irregularidades, mas nenhuma proposta foi oferecida. O MPT deve aguardar o julgamento da ação cautelar para buscar a quitação dos salários em atraso.

Trabalhadores da Usina Sinimbu voltam a fecha BR 101 em Alagoas

Desde o ano passado, trabalhadores rurais e urbanos da usina Sinimbú reivindicam que não recebem seus salários em dia. Os empregados chegaram a bloquear rodovias para cobrar medidas efetivas da empresa.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter