Home NotíciasPolitica Renovação política na Câmara de Palmeira foi resposta para parlamentares

Renovação política na Câmara de Palmeira foi resposta para parlamentares

Por Alagoas Brasil Noticias

Dez novos eleitos no último domingo, 02, serão os próximos vereadores analisados pelos cidadãos no legislativo municipal

Val Enfermeiro foi a surpresa da eleição

val

Não é de hoje (e nem ontem) que afirmava neste espaço que Câmara de Vereadores de Palmeira dos Índios – leia-se os parlamentares – estava sendo avaliada através de pesquisas internas não divulgadas.

Sempre toquei na tecla de que uma casa legislativa inoperante não trazia resultados para que o município se desenvolvesse politicamente e economicamente. Cobrei, inclusive, mais representatividade dos vereadores para com os palmeirenses.

Resultado: dos 15 vereadores da atual legislatura, apenas três retornaram ao legislativo palmeirense no último domingo, 02: Agenor Leôncio (PSB), Fábio Targino (PEN) e Ronaldo (PROS).

No caso de França Júnior (PSDB) e Marta Gaia (PRP), respectivamente, foram substituídos por Adelaide França e Pedrinho Gaia, ambos do PMDB.

Júlio César (PSB), Dr. Márcio (PPS) – eleitos – e Sheila Duarte (PT) estiveram na majoritária. E apenas Veinho (PMDB) desistiu da reeleição.

Porém, ao dizer numa postagem (anterior) que Palmeira elegeria seis novos vereadores à Câmara Municipal, corrijo-me, reiterando que foram dez os nomes da mudança.

Ou seja, Val enfermeiro (PMN), Toninho Garrote (PP), Madson Monteiro (PHS), Júnior Miranda (PSL), Didor (PRTB), Joelma Toledo (PMDB), Cristiano Ramos (PDT), Fabiano Gomes (PSC), Marxwell Feitosa (PMN) e Abraão do BMG (PRTB) serão os próximos parlamentares avaliados ao assumirem os mandatos em janeiro de 2017.

Madson Monteiro outro Novato

madsonAo eleitor, continue “de olho” nos nobres vereadores independente de filiação ou sigla partidária. Façamos o nosso papel de cidadão de cobrar e que a atuação política parlamentar seja sempre em prol da população.

Continuaremos observando os projetos, requerimentos e solicitações feitas – no próximo mandato – para beneficiar Palmeira dos Índios.

Quanto aos derrotados no pleito de 2016, que fique o aprendizado de que a Câmara Municipal precisa dar mais representatividade aos munícipes.

Ah! Repito, ainda, que renovação e mudança foram a causa do resultado de 02 de outubro.

Portanto, não esqueçam que tanto a Câmara de Vereadores quanto a Prefeitura de Palmeira pertencem ao povo. A resposta das urnas mostrou que o povo (e os eleitores) é quem manda.

Boa sorte, aos eleitos!

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário