Anadia/AL

22 de outubro de 2021

Anadia/AL, 22 de outubro de 2021

Reestruturação permite retomada da produção de leite em Alagoas

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 10 de outubro de 2016

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Ponta Grossa, 10-09-08 - Leite das Crianças -   Foto Arnaldo Alves - SECS

Ponta Grossa, 10-09-08 - Leite das Crianças -   Foto Arnaldo Alves - SECS

Um salto tecnológico permitirá a produção de derivados de leite de alto valor agregado – como leite condensado, iogurte e leite em pó –, pelas mais de 4 mil famílias de agricultores que integram a CPLA.

A ação é da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), um investimento de cerca de R$ 18 milhões na reestruturação da antiga indústria Cam ila – parte dos recursos oriundos da Secretaria de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional (SDR/MI), e parte do Orçamento Geral da União destinados à Codevasf por emendas parlamentares com o objetivo de fortalecer a bacia leiteira do sertão alagoano.

“Com a reestruturação da antiga fábrica Camila, hoje pertencente à CPLA, o governo federal pretende proporcionar aos cooperados do sertão de Alagoas o acesso a alta tecnologia de produção e beneficiamento do leite, permitindo a melhoria da qualidade de vida dessas pessoas por meio da geração de renda e trabalho”, nota a chefe da Unidade Regional de Desenvolvimento Territorial da Codevasf em Alagoas, Carla Pinheiro. “A melhoria da qualidade dos produtos irá diversificar os itens e aumentar seu valor agregado, e consequentemente incrementar a renda das famílias mitigando os efeitos de estiagens prologadas na região”, explica.

O projeto de reestruturação da indústria de laticínios da CPLA ocorre em duas frentes. A primeira, que teve investimento de R$ 3,7 milhões, foi executada diretamente pela Codevasf por meio da aquisição de máquinas e equipamentos, como tachos para preparação de doce de leite e fermenteira de iogurte, além do repasse de 600 máquinas forrageiras à CPLA – que, por seu turno, distribuiu os equipamentos entre as diversas associações de produtores familiares de leite. O maquinário é destinado ao processamento de alimento para o rebanho dos cooperados durante o período de estiagem.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter