Home NotíciasEsportes Peter diz que pedirá anulação de jogo por interferência em gol de Henrique

Peter diz que pedirá anulação de jogo por interferência em gol de Henrique

Por Alagoas Brasil Noticias

asdf

A derrota para o Flamengo por 2 a 1 não é considerada legal pelo Fluminense. Ao analisar o lance do gol anulado de Henrique, o presidente Peter Siemsen tem a certeza de que o árbitro Sandro Meira Ricci se baseou em informações externas para considerar o lance irregular. Por conta disto, o dirigente pedirá a anulação do confronto, válido pela 30ª rodada do Brasileirão. O Tricolor ingressará com uma ação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

– Eu sou o maior defensor do uso do vídeo no futebol brasileiro. Porém, no momento, ele é irregular. A regra é igual para todos e, neste jogo, não foi. Esse jogo, para mim, tem de ser anulado. Vamos tomar todas as medidas. Vamos pedir a anulação da partida – disse o dirigente em entrevista à Rádio Tupi.

O Rubro-Negro vencia o duelo até os 39 minutos do segundo tempo. Henrique marcou de cabeça. O auxiliar Emerson Augusto de Carvalho assinalou impedimento. Os atletas do Flu pressionaram. O juiz e o assistente validaram o gol. Os atletas do Fla, então, reclamaram. A partida ficou paralisada por 13 minutos até que o lance voltou a ser considerado irregular.

– É uma bagunça. Além de prejudicar o Fluminense no primeiro gol do Fla, no qual Réver está impedido e atrapalha a saída do nosso goleiro, houve essa lambança. Ficou clara que o juiz usou a interferência externa. Hoje isso é irregular. O juiz demorou 13 minutos, permitiu a entrada de pessoas estranhas ao campo. Conversou com o delegado do jogo. Ele postergou a decisão. Não tenho dúvida que ele recebeu informação externa e anulou o gol. Ele validou o gol inicialmente, aí ia correr para o meio do campo. Ele usou a interferência externa. Depois, não deu o tempo correto de acréscimo. Ele desestabilizou o Fluminense – completou Peter.

A International Board, organização da Fifa responsável pelas regras do futebol, não permite nenhuma interferência externa nas decisões do árbitro. Ele pode consultar apenas os auxiliares e o quarto árbitro.

– Nós percebemos diversas pessoas falando com o juiz. Foi uma confusão. A decisão dele, tomada 13 minutos depois, foi tomada em cima de informações externas. Vamos tomar todas as medidas. Até o afastamento do árbitro. Aliás, ele deveria ser afastado definitivamente por hoje. Deve se pensar nisso. E, certamente, vamos ingressar com a medida de anular a partida. Vamos trabalhar, sim, para comprovar isso – completou Peter.

Presidente do Flamengo pede reflexão

Ao tomar conhecimento do desejo do presidente tricolor, o mandatário rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, afirmou não acreditar que o caso irá parar no tribunal. Para ele, o colega do Fluminense vai refletir e desistir da tentativa de anular o jogo.

– Não houve nada disso (interferência externa). Eu até estou achando que os dirigentes do Fluminense vão pensar bem e não vão querer se beneficiar de um lance que foi claramente ilegal – disse o dirigente.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário