Home Mundo 102 igrejas foram destruídas por muçulmanos na Nigéria

102 igrejas foram destruídas por muçulmanos na Nigéria

Por Alagoas Brasil Noticias

Governo se mostra incapaz de defender os cristãos

igrejas-2

A região central da Nigéria é palco de ataques cada vez mais constantes contra os cristãos por parte dos muçulmanos. Um relatório recente dá conta que com a ascensão do grupo extremista Boko Haram, nos últimos três anos 826 cristãos foram mortos e 878 ficaram feridos após ataque. Além disso, 102 igrejas foram destruídas ou vandalizadas. Some-se a essa conta 787 casas foram destruídas, 9 lojas e 32 carros e motocicletas.

Segundo o novo líder do Boko Haram, o plano do grupo terrorista é destruir todas as igrejas do país e explodir todos os cristãos.boko

O Estado de Nasarawa é a região mais atingida, com cerca de 21.000 cristãos decidindo abandonar suas casas para fugir da perseguição. Devido a difícil situação, as instituições que fazem os levantamentos acreditam que os números da perseguição são muito maiores, contudo registram apenas o que é reconhecido pelo governo. Estima-se que na realidade o número de mortos seja mais que o dobro.

igrejas-4

Outro fator que impede um diagnóstico mais claro da situação é o crescimento dos ataques realizados pelos pastores de gado da etnia Fulani, historicamente de maioria muçulmana. Seminômades, eles transitam pelo país e seus alvos preferenciais são os agricultores cristãos. Após matar, os pastores saqueiam as propriedades.

igrejas

O relatório publicado este mês pela Rede de Análises de Conflitos e Segurança da Nigéria (NSCAN), comprova que há negligência do governo em resolver as questões de intolerância religiosa no país. Na maioria dos casos, o elemento religioso do conflito foi completamente minimizado ou excluído, tentando alegar que se tratam de conflitos meramente étnicos, uma constante em solo africano.

igreja-destruida-em-ataque-muculmano-em-jos-nigeria

A incidência maior de conflitos na região central da Nigéria se explica por uma questão histórica. Na região norte a maioria da população é de muçulmanos, enquanto o sul é majoritariamente cristão. Já ocorreram tentativas de separar o país em dois por causa da questão religiosa. A Nigéria é o país mais populoso do continente africano, com cerca de 175 milhões de habitantes. Oficialmente, 50,8% dos nigerianos seguem a fé cristã.

A consolidação do poder dos extremistas do Boko Haram no norte culminou com sua tentativa de constituir um califado nigeriano, após terem se aliado ao Estado Islâmico que tenta fazer o mesmo no Oriente Médio. Desde então as forças do governo simplesmente entregaram o controle da área para os islâmicos, em especial depois que o muçulmano Muhammadu Buhari assumiu a presidência em 2015.

Contudo, o NSCAN revela que os cristãos têm sido o alvo específico. Evidências sugerem que há um plano estratégico para atacar e perseguir grupos étnicos que são predominantemente cristãos. O relatório é o terceiro de uma série publicada pela World Watch Research. Com informações Christian Headlines

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário