Home NotíciasPolicia Polícia Civil prende jovem por diversos homicídios na Capital

Polícia Civil prende jovem por diversos homicídios na Capital

Por Alagoas Brasil Noticias

Acusado “Neto Gordinho” faz parte de gangues envolvidas com o tráfico de drogas

gordo-louco

A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) prendeu, nessa sexta-feira (4), José Petrúcio de Souza Neto, de 19 anos, conhecido como “Neto Gordinho”, acusado de homicídios em Maceió.

Segundo o delegado Lucimério Campos, da DHC, o preso José Petrúcio executou com disparos de arma de fogo, Válmisson Fonseca dos Santos, o “Irmão”, na Grota do Estrondo no bairro da Pitanguinha, na Capital. Crime cometido às 08h30, do dia 05 de abril do corrente ano.

Segundo as investigações preliminares realizadas pela delegacia especializada, no dia do assassinato “Irmão” estava no interior de sua residência, quando José Petrúcio o chamou e executou a vítima com disparos de pistola.

Após diversas diligências da Delegacia de Homicídios, os agentes descobriram o paradeiro de “Neto Gordinho”, que estava residindo no bairro Bom Parto, local onde foi acompanhado por dias, até a confirmação da residência exata onde ele se escondia, sendo localizado e preso em cumprimento a mandado de prisão expedido pelo juiz John Silas, da 8ª Vara Criminal da Capital.

“Ao ser detido José Petrúcio confessou o homicídio alegando que se desentendeu com amigos de Valmisson quando estavam consumindo bebidas alcoólicas, e, por conta desse desentendimento, passou a ameaçá-lo, fato que o fez tomar a decisão de assassiná-lo”, disse o delegado Lúcimério.

Durante a ação, os policiais civis apreenderam com o preso duas maricas, objetos utilizados para o consumo de entorpecentes.

A operação que resultou na prisão do foragido foi coordenada pelos delegados Fábio Costa, Lucimério Campos e Rubens de Andrade. Durante a captura a equipe contou com o apoio de um drone, que realizou o mapeamento aéreo da localidade, que foi imprescindível na ação.

O delegado Lucimério disse ainda que José Petrúcio é suspeito de ter cometido um homicídio consumado e outro tentado, cujas vítimas José Gilvanio da Silva e Luiz Fernando Araújo, foram mortas através de disparos de arma de fogo, na Grota do Estrondo, Pitanguinha, mesmo local onde ele executou o “Irmão”.

“Neste caso “Neto Gordinho” teve a ajuda de outros dois indivíduos conhecidos como “Deivinho” e “Rafa”. Fatos que também ocorreram na mesma localidade do homicídio do “Irmão”, dominado por gangues envolvidas com o tráfico de drogas, onde o preso e seus comparsas são acusados e investigados pela DHC em diversas ocorrências policiais”, concluiu o delegado Lucimério Campos.

A Polícia Civil solicita que quem tiver informações sobre outros crimes cometidos pelo “Neto Gordinho” e seus comparsas, colabore com a segurança pública por meio do Disque-Denúncia, no número 181.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário