Home Agricultura Fábrica de Beneficiamento de castanhas São Sebastião recebe incentivos do governo

Fábrica de Beneficiamento de castanhas São Sebastião recebe incentivos do governo

Por Alagoas Brasil Noticias

Inaugurada nesta segunda-feira (14), indústria produz caju de forma agroecológica; o beneficiamento e comercialização da castanha são realizados por agricultores familiares

Agência Alagoas.

boreal

 fábrica fica no município de Estrela de Alagoas, no Agreste, a 153 km de Maceió

Inaugurando nesta segunda-feira (14), no município do Agreste, distante 153 km de Maceió, a fábrica de beneficiamento de castanhas São Sebastião recebe incentivo do governo do Estado, com investimentos do Fundo de Combate à Erradicação da Pobreza (o Fecoep) e do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O valor repassado à Associação São Sebastião, pelo Programa de Desenvolvimento das APLs (Arranjos Produtivos Locais) de Baixa Renda do Estado de Alagoas, é de R$ 243 mil. De acordo com a agência de notícias do governo, “a associação contempla cerca de 150 pequenos produtores rurais da agricultura familiar e assentamentos de reforma agrária da cidade”.

“A produção de caju é realizada de forma agroecológica pelos produtores, enquanto o beneficiamento e a comercialização da castanha são realizados por agricultores familiares que vivem em comunidades dos municípios de Estrela de Alagoas, Palmeira dos Índios e Igaci”, reportou a agência Alagoas.

Segundo o site oficial, “feridos pela Agência de Fomento de Alagoas (Desenvolve), os recursos tomados tiveram como finalidade a realização de reformas necessárias para a implantação da fábrica, compra de insumos para a produção, equipamentos para acondicionamento e estocagem da castanha, utilitários administrativos e cursos profissionalizantes para os trabalhadores”.

Com esses beneficiamentos, a fábrica São Sebastião funcionará de maneira total e regular. Segundo o governo, a castanha beneficiada “já está sendo vendida em pequenos mercados e nas feiras dos municípios próximos”.

“Dessa maneira, o produtor local agora consegue agregar valor à venda da sua produção, gerando incremento de renda para os associados da entidade e seus familiares, transformando a vida de, aproximadamente, 600 pessoas, indiretamente, e fortalecendo a economia da região.”

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário