Home Agricultura Trabalhadores de usina bloqueiam via em Maceió contra decisão judicial

Trabalhadores de usina bloqueiam via em Maceió contra decisão judicial

Por Alagoas Brasil Noticias

Manifestantes afirmam temer que cooperativa não cumpra com pagamento de passivo trabalhista

rural

Trabalhadores da Usina Santa Maria, localizada em Porto Calvo, bloquearam, no começo da tarde desta quinta-feira (17), trecho da Avenida da Paz, em Maceió, em um dos sentidos. Eles protestam contra a decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) que devolveu, em caráter liminar, à Cooperativa Regional dos Produtores de Açúcar e Álcool do Estado de Alagoas a autonomia administrativa e financeira da produção industrial de Central Açucareira. 

Os manifestantes atearam fogos em pneus, galhos e entulhos. Condutores de veículos que passavam pelo local no instante do bloqueio tiveram de fazer a volta e buscar caminhos alternativos. O protesto, realizado à porta do prédio do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), chegou ao fim após um advogado dos trabalhadores explicar que a liminar determina que a cooperativa deve arcar com todos os débitos e dívidas. Do contrário, um interventor será nomeado. 

Como fiel depositário, o juiz da Vara de Porto Calvo havia nomeado o diretor financeiro da Santa Maria, Leonardo Oiticica, que, segundo os sindicatos ligados aos trabalhadores e aos fornecedores de cana, vinha cumprindo rigorosamente os compromissos. A cooperativa ingressou com um mandado de segurança para gerenciar os recursos provenientes da produção. A liminar foi concedida no dia 3 de novembro pela desembargadora Vanda Lustosa. 

“Nosso medo é que a Cooperativa volte a gerenciar a Usina Santa Maria e não cumpra com o cronograma de pagamentos estabelecido pela Vara do Trabalho de Porto Calvo. Queremos a garantia do pagamento em dia, além da estabilidade de dois anos. A cooperativa assumiu a Sinimbu, demitiu mais de 400 trabalhadores e fechou a usina. Não queremos que isso aconteça também conosco”, afirmou o delegado do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria do Açúcar em Alagoas (STIAAL), Josinaldo Rodrigues da Silva.

Trabalhadores alegam que decisão pode prejudicar pagamentos

Fornecedores de cana, que também são contrários à gestão da Cooperativa, uniram-se aos trabalhadores da usina. Segundo o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Porto Calvo, Carlos Spósito, “se a Usina Santa Maria fechar as portas, Porto Calvo também vai deixar de existir”, dada a importância econômica da Central Açucareira para toda a região Norte de Alagoas.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário