Home NotíciasPolitica Eleição da Mesa na ALE movimenta bastidores; três nomes são ventilados

Eleição da Mesa na ALE movimenta bastidores; três nomes são ventilados

Por Alagoas Brasil Noticias

 

alagoas

Ao  menos três nomes são ventilados na disputa pela presidência da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). A eleição só acontece em 1º de fevereiro de 2017, mas as articulações já começaram nos bastidores. O atual presidente, deputado Luis Dantas (PMDB), tem o apoio de grande parte dos colegas para seguir no cargo. Mas os nomes do ex-presidente da Casa, deputado Antônio Albuquerque (PTB), e do deputado Galba Novaes (PMDB) também são colocados por parlamentares como potenciais candidatos à presidência.

Independentemente de quem for eleito presidente, ele terá um volumoso orçamento para administrar no ano que vem. São mais de R$ 199 milhões destinados pelo Poder Executivo ao parlamento alagoano. Publicamente, os deputados não tecem críticas ao atual presidente da Casa, afirmando que ”ainda está muito cedo para se pensar em algo para o ano que vem”. Hoje, os colegas apontam que Dantas é um candidato natural à reeleição e que os outros cargos é que estão, de fato, em disputa. 

O vice-presidente da ALE, deputado Ronaldo Medeiros (PMDB), aponta que, atualmente, o parlamento vive um novo momento, com transparência, licitações, audiências públicas e pagamento em dia dos salários dos servidores. Contudo, Medeiros não confirma se vai buscar a reeleição, garantindo apenas que o assunto é, sim, debatido nos bastidores entre os colegas. Ele reforça a ideia de que Dantas é o nome para a presidência de boa parte dos colegas. 

Por sua vez, o ex-presidente da ALE, Antônio Albuquerque, negou que esteja construindo uma chapa de oposição à presidência de Luis Dantas. “Meu candidato é o atual presidente”, rebateu, duramente, ao ser questionado sobre a suposta articulação. Os colegas de Casa apontam que, nos bastidores, há a elaboração de uma chapa encabeçada por Albuquerque, tendo Chico Tenório na vice-presidência e o deputado Marcelo Victor (PSD) na 1º secretaria, posto que figura entre os mais cobiçados. A ambos caberia a missão de buscar os demais nomes para compor a chapa.

Ao ser questionado sobre a composição da futura Mesa Diretora de oposição ao grupo atual, Marcelo Victor também negou qualquer conversa. “Essas coisas não se falam, né? Mas não existe nada nesse sentido, ao menos de minha parte”, colocou Victor, classificando como “excelente” a presidência de Luis Dantas. 

Também conhecido pela articulação de bastidores, o deputado Olavo Calheiros (PMDB) não revelou quem deve apoiar na eleição para a presidência da Assembleia Legislativa, mas fez questão de ressaltar os avanços da atual Mesa Diretora. “Não estou participando de nenhuma composição”, expôs Calheiros. 

Os deputados que fazem parte da base governista asseguram que a reeleição de Dantas deve contar com o apoio do governador Renan Filho (PMDB). A eleição para a Mesa Diretora não é mais por composição de chapa. Os deputados escolhem de forma individual cada ocupante, da vice-presidência até as secretarias. A eleição segue sendo realizada de forma secreta, como estabelece o regimento do parlamento. 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário