Home NotíciasPolicia Caso Davi: única testemunha é morta a tiros no Benedito Bentes

Caso Davi: única testemunha é morta a tiros no Benedito Bentes

Por Alagoas Brasil Noticias

Davi da Silva, de 17 anos, desapareceu no dia 25 de agosto de 2014, no Conjunto Cidade Sorriso, no bairro Benedito Bentes. 25/11/2016 – 21:14

davi

Foi morto nesta quinta-feira (24) Raniel Victor Oliveira da Silva, a única testemunha no caso do desaparecimento e morte do jovem Davi da Silva. O jovem tinha 19 anos e teria pedido para sair do programa de proteção à testemunha há pouco tempo.

A informação foi confirmada pelo advogado da família de Davi da Silva, Pedro Montenegro, à produção da TV Pajuçara. O corpo de Raniel deu entrada no Instituto Médico Legal às 13h, segundo a assessoria do órgão. O jovem foi morto a  tiros no bairro Benedito Bentes, parte alta de Maceió.

Davi da Silva, de 17 anos, desapareceu no dia 25 de agosto de 2014, no Conjunto Cidade Sorriso, no bairro Benedito Bentes, logo após ser abordado por uma guarnição da Radiopatrulha com Raniel Victor. Davi foi colocado dentro do porta-malas da viatura e nunca mais foi visto.

O inquérito policial, originário da Delegacia dos Crimes Contra Crianças e Adolescentes (DCCCA), que apurou o desaparecimento do adolescente, foi encaminhado à Justiça em 12 de fevereiro de 2015.

A polícia representou pela prisão preventiva de todos os policiais militares identificados e inquiridos. Eudecir Gomes de Lima, Carlos Eduardo Ferreira dos Santos, Victor Rafael Martins da Silva e Nayara Silva de Andrade, integrantes da guarnição que abordou os dois adolescentes, foram indiciados pelos crimes de tortura, sequestro e cárcere privado, homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário