Home Alagoas Estelionatário que aplicava vários golpes no NE é preso em Maceió

Estelionatário que aplicava vários golpes no NE é preso em Maceió

Por Alagoas Brasil Noticias

O acusado já foi condenado 36 vezes pelo crime de estelionato; instituição financeira seria lesada em R$ 180 mil – 22:22

estelionatario

Policiais civis do Núcleo de Inteligência da Delegacia Geral (NI/DGPC), com o apoio de agentes da Operação Policial Litorânea Integrada (Oplit), prenderam na noite de sábado (26), Jerônimo José Sangreman Meye, 71 anos, acusado de aplicar vários golpes financeiros em sete estados do Nordeste.

Após o trabalho de levantamento realizado por agentes do NI, Jerônimo foi localizado em um shopping da Capital, no momento em que tentava aplicar mais um de seus golpes em lojas de telefonia daquele estabelecimento.

No momento da abordagem policial Jerônimo apresentou documento de identidade falso com nome de “João Barbosa da Silva”, porém, após ser indagado pelos policiais, entrou em contradição quanto aos dados constantes no documento.

“Realizamos uma busca no veículo que ele estava conduzindo e encontramos diversos documentos como CNHs e RGs com nomes distintos, inclusive uma identidade de nome Nivio Carlos de Freitas Filho, utilizada pelo estelionatário para obter empréstimo junto a um banco de Maceió”, explicou o coordenador da Oplit Alfredo Presser.

De acordo com os policiais, ele teria aplicado um golpe em uma agência financeira, através de um empréstimo consignado no valor de R$ 180 mil, fazendo-se passar por servidor público federal lotado no estado de São Paulo, através de uma identidade falsa com nome de “Nivio Carlos”.

O veículo Nissan Versa de cor branca, placa PXN-0003, de Minas Gerais, que o acusado conduzia foi apreendido.

Segundo investigação realizada, Jerônimo Meyer é um dos maiores estelionatários do país, conhecido por praticar golpes desde a década de 1970, depois que perdeu o cargo de fiscal de renda por desvio de mercadorias apreendidas. Já foi preso em sete estados do Nordeste, tendo mandado de prisão na Bahia, considerado foragido. Segundo decisão prolatada pelo desembargador Lecir Manoel da Luz, do Distrito Federal, ele responde a mais de 75 processos pelo crime de estelionato.

O acusado após detido foi conduzido para o Complexo de Delegacias Especializadas (Code), onde foi autuado em flagrante pelo delegado plantonista Gustavo Henrique por uso de documento falso.

De acordo com um agente do NI, com a prisão do acusado a policia acredita que conseguiu evitar que vários estabelecimentos comerciais, empresários e instituições financeiras fossem lesados por ele, em Alagoas.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário