como operar 1 ponto no day trade hackeando opções binárias estratégia opções binárias 30 segundos jtm opções binarias opções binárias você perde dinheiro revelando opcoes binarias matriculas abertas download planilha gerenciamento opções binarias iron forex trading qual a media de ganhos de um trader vs investimento corretoras de opçoes binarias japonesa melhor corretora de opções binarias testar robôs opções binárias par de moedas asiatica opçoes binaria curso trader em criptomoedas e robo de investimento i.r.r.f day trade base projeção i.r.r.f s operações base planilha de gestão mensal para traders opções binárias super trades at retrace forex trading system
Home NotíciasEconomia Regulamentação da gorjeta é aprovada pela Comissão de Assuntos Sociais

Regulamentação da gorjeta é aprovada pela Comissão de Assuntos Sociais

Por Alagoas Brasil Noticias
Gorjeta

O projeto que regulamenta o rateio entre empregados da cobrança adicional sobre as despesas em bares, restaurantes, hotéis, motéis e estabelecimentos similares, a chamada “gorjeta” (PLC 57/2010), foi aprovado pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS). A matéria ainda deve ser submetida a turno suplementar.

Pela proposta, considera-se gorjeta não só a importância espontaneamente dada pelo cliente ao empregado, como também o valor cobrado pela empresa, como serviço ou adicional, a qualquer título, e destinado à distribuição entre os empregados.

O texto estabelece que a gorjeta não é receita própria dos empregadores: destina-se aos trabalhadores e será distribuída integralmente a eles, segundo critérios de custeio e rateio, definidos em convenção ou acordo coletivo de trabalho. Inexistindo previsão em convenção ou acordo coletivo de trabalho, os critérios de rateio e distribuição da gorjeta e os percentuais de retenção serão definidos em assembleia geral dos trabalhadores.

O substitutivo apresentado pelo senador Paulo Paim (PT-RS) ainda determina que as empresas inscritas em regime de tributação diferenciado deverão lançar as gorjetas na respectiva nota de consumo, facultada a retenção de até 20% da arrecadação para custear encargos sociais, devendo o valor remanescente ser vertido integralmente a favor do trabalhador. Já as empresas não inscritas em regimes de tributação diferenciado poderão reter até 33% da arrecadação correspondente.

Todas as empresas deverão ainda anotar na carteira de trabalho e no contracheque dos empregados o salário fixo e o percentual percebido a título de gorjetas. Quando a gorjeta for entregue pelo consumidor diretamente ao empregado, também terá seus critérios definidos em convenção ou acordo coletivo de trabalho, sendo facultada a retenção.

De acordo com a assessora legislativa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do estado de Alagoas (Fecomércio AL), Cláudia Pessôa, a iniciativa é aguardada há muito pelo setor de Bares e Restaurantes e pelos meios de hospedagem que têm este tipo de serviço, sendo considerada uma medida importante para se adequar às práticas do segmento, já que o projeto altera a Consolidação das Leis do Trabalho (Decreto-Lei 5.452/1943). “Esta regulamentação traz segurança jurídica ao empresário e deixa o ambiente de trabalho mais harmonioso para o trabalhador, fazendo valer o contrato de trabalho e as especificidades da atividade. Um passo importante para a modernização da legislação trabalhista no Brasil”, avalia.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário