Anadia/AL

27 de novembro de 2021

Anadia/AL, 27 de novembro de 2021

Brasil tem 6ª pior nota em matemática entre 76 regiões avaliadas pelo Pisa

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 6 de dezembro de 2016

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
genio

img

Cingapura está no topo, além das províncias de Hong Kong e Macau, Japão e Canadá

O Brasil ocupa as últimas posições nos rankings das três disciplinas avaliadas pelo Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos) em 2015. Segundo os dados divulgados nesta terça-feira (6), o país aparece na 6ª pior colocação em matemática, a 12ª mais baixa em leitura e a 8ª menor em ciências, levando em conta todas as economias e os países submetidos à prova naquele ano.

Cingapura está no topo nas três áreas avaliadas. Outros destaques entre os melhores são as províncias chinesas de Hong Kong e Macau, além do Japão, o Canadá e a Estônia.

Ciências

Com 401 pontos em ciências, o Brasil ocupa a 69ª colocação entre as 76 unidades avaliadas pelo Pisa. Só aparece à frente de países como Peru (70º lugar), Líbano (71º) e Kosovo (74º). O desempenho é menor do que outros países latino-americanos como México (63º) e Chile (48º).

Na outra ponta, os melhores desempenhos foram dos alunos de Cingapura, Japão e Estônia, todos com mais de 530 pontos na prova.

Veja as dez maiores médias em ciências:

1) Singapura: 556 pontos

2) Japão: 538 pontos

3) Estônia: 534 pontos

4) Taiwan (Chinese Taipei): 532 pontos

5) Finlândia: 531 pontos

6) Macau (China): 529

7) Canadá: 528 pontos

8) Vietnã: 525 pontos

9) Hong Kong (China): 523

10) B-S-J-G* (China): 518

*Províncias chinesas Pequim (Beijing), Shanghai, Jiangsu e Guangdong

Veja as dez menores médias em ciências:

1) República Dominicana: 332 pontos

2) Argélia: 376 pontos

3) Kosovo: 378 pontos

4) Macedônia: 384 pontos

5) Tunísia: 386 pontos

6) Líbano: 386 pontos

7) Peru: 397 pontos

8) Brasil: 401 pontos

9) Indonésia: 403 pontos

10) Jordânia: 409 pontos

Leitura

Dos três conteúdos avaliados, leitura foi aquele em que o Brasil teve o melhor desempenho em relação aos demais participantes do Pisa em 2015, com 407 pontos de média, ocupando a 65ª posição. O pior colocado é o Líbano, com 347 pontos, enquanto Cingapura está na liderança, com 535 pontos. Na América Latina, ficamos atrás do Uruguai (49º), Chile (45°) e Colômbia (59°). O Brasil também apresenta desempenho pior do que Lituânia (42º), Costa Rica (55º) e Trinidade e Tobago (57º).

Veja as dez maiores médias em leitura:

1) Cingapura: 535 pontos

2) Canadá: 527 pontos

3) Hong Kong (China): 527

4) Finlândia: 526 pontos

5) Irlanda: 521 pontos

6) Estônia: 519 pontos

7) Coreia: 517 pontos

8) Japão: 516 pontos

9) Noruega: 513 pontos

10) Alemanha: 509 pontos

Nova Zelândia: 509 pontos

Macau (China): 509 pontos

Veja as dez menores médias em leitura:

1) Líbano: 347 pontos

2) Kosovo: 347 pontos

3) Argélia: 350 pontos

4) Macedônia: 352 pontos

5) República Dominicana: 358 pontos

6) Tunísia: 361 pontos

7) Indonésia: 397 pontos

8) Peru: 398 pontos

9) Geórgia: 401 pontos

10) Qatar: 402 pontos

Matemática

A nota do Brasil em matemática (377 pontos) rendeu ao país a 71ª colocação no ranking dos avaliados pelo Pisa em 2015. O desempenho colocou o país à frente de países como Tunísia (73º) e República Dominicana (76º e último colocado), mas atrás da Tailândia (59º), do Qatar (64º) e da Indonésia (69º). Cingapura também neste conteúdo lidera a lista, com 564 pontos.

Veja as dez maiores médias em matemática:

1) Cingapura: 564 pontos

2) Hong Kong (China): 548 pontos

3) Macau (China): 544 pontos

4) Tawian (Chinese Taipei): 542 pontos

5) Japão: 532 pontos

6) B-S-J-G* (China): 531 pontos

7) Coreia: 524 pontos

8) Suíça: 521 pontos

9) Estônia: 520 pontos

10) Canadá: 516 pontos

Veja as dez menores médias em matemática:

1) República Dominicana: 328 pontos

2) Argélia: 360 pontos

3) Kosovo: 362 pontos

4) Tunísia: 367 pontos

5) Macedônia: 371 pontos

6) Brasil: 377 pontos

7) Jordânia: 380

8) Indonésia: 386 pontos

9) Peru: 387 pontos

10) Colômbia: 390 pontos

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter