Home NotíciasEconomia Bancários fazem protesto nas agências do Banco do Brasil que serão fechadas

Bancários fazem protesto nas agências do Banco do Brasil que serão fechadas

Por Alagoas Brasil Noticias
Unidades da Rua do Sol, Fernandes Lima e Jacintinho receberam manifestantes

bancariosNo Dia Nacional de Luta contra a reestruturação do Banco do Brasil, realizado nesta quarta-feira (7), o Sindicato dos Bancários de Alagoas realizou protestos nas três agências bancárias de Maceió que serão fechadas por ordem da diretoria: BB Rua do Sol, BB Fernandes Lima e BB Jacintinho.

Além das três de Maceió, Canapi, Mata Grande e Piaçabuçu terão agências transformadas em postos de atendimento.

Os diretores distribuíram carta aberta à população e conversaram com os funcionários das unidades atingidas, convocando todos para resistir ao pacote que irá reduzir o tamanho do banco, causar desestruturação no quadro de pessoal, piorar o atendimento aos usuários e preparar o BB para a privatização.

Os protestos duraram toda a manhã e tiveram grande adesão dos funcionários, que estão perdendo funções, comissões e não sabem para onde serão realocados. A indignação se estende para outras agências, que não serão fechadas, mas sofrerão os mesmos cortes, somados ao desligamento de vários empregados pelo plano de aposentadoria incentivada.

Os clientes também aderiram aos protestos desta terça-feira, manifestando-se contra o fechamento das unidades nas quais possuem contas. Os diretores do Sindicato os orientaram a ligar para a ouvidoria do BB e reclamar contra o fechamento.

O principal mote das manifestações neste Dia Nacional de Luta foi: “Banco do Brasil: Extinção desta agência é bom pra quem???” Os dizeres foram colocados em faixas para estimular a reflexão da população, que será a maior prejudicada com o fechamento das unidades. A agência Jacintinho, que atende uma enorme comunidade carente, estava repleta de usuários na manhã de hoje, indignada com as filas e o comunicado do fechamento.

O Sindicato aproveitou a atividade desta terça para convidar os funcionários das agências a serem fechadas a participarem da audiência pública sobre a reestruturação, marcada para a quinta-feira (15), na Assembleia Legislativa do Estado. A entidade também se colocou à disposição dos bancários para defendê-los junto ao banco caso ocorram injustiças e prejuízos quando da realocação.

As manifestações foram acompanhadas de apresentações teatrais e paródias musicais, que criticaram de forma animada o pacote de reestruturação e seu autor principal: o governo de Michel Temer.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário