Home NotíciasSaúde Brasil doa medicamentos e vacinas ao Haiti

Brasil doa medicamentos e vacinas ao Haiti

Por Alagoas Brasil Noticias

 

hait

O Governo Brasileiro envia ao Haiti, nesta quinta-feira (08), três kits de medicamentos e insumos com cerca de 19.700 unidades e 3.961 doses de vacina contra cólera para auxiliar na recuperação do país após a passagem do furacão Matthew. A ação humanitária será realizada em parceria entre os ministérios da Saúde; Defesa e Relações Exteriores. O Ministério da Defesa irá realizar o transporte dos materiais. Além dos medicamentos e insumos, serão enviados mil testes rápidos de fluido oral de HIV.

O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, enfatiza a importância da solidariedade entre países em momentos de desastres naturais. “O Brasil tem uma trajetória de apoio ao Haiti, desde 2010, quando iniciamos a cooperação para reestruturação do sistema de saúde deste país, abalado após o terremoto”, ressaltou o ministro. Segundo ele, os medicamentos serão importantes para promover o atendimento da população atingida pelo furacão. Os três kits têm capacidade para atender 3 mil pessoas.

Por ocasião do terremoto de 2010, o Brasil enviou 400 toneladas de medicamentos em apoio às vítimas, além de 100 mil doses de vacinas contra Hepatite B e quatro toneladas de medicamentos para apoio no combate à cólera.

COOPERAÇÃO TRIPARTITE – A Cooperação Tripartite Brasil-Haiti-Cuba desenvolveu diversas ações importantes na ilha caribenha, como a construção de hospitais, laboratórios e uma oficina de órteses e próteses, a formação de recursos humanos e o apoio a ações de vigilância e imunização. Com investimento de R$ 135 milhões, a cooperação foi responsável pela construção de três hospitais comunitários de referência – em Carrefour, Bon Repos e Beudet – equipados e em pleno funcionamento, com atendimento diário de aproximadamente 200 pessoas cada.

Também foram reformados e equipados dois laboratórios de vigilância epidemiológica, em Cabo Haitiano e Les Cayes. As unidades realizam os principais exames necessários à identificação de doenças relevantes, como malária, dengue, tuberculose, hanseníase e cólera, e o controle de vetores e insetos. Outra unidade importante construída foi o Instituto Haitiano de Reabilitação (IHR), localizado em Bon Repos e destinado ao tratamento e reabilitação de pessoas com deficiência.

No campo da prevenção, a cooperação doou cerca de oito milhões de doses de vacina (sarampo, rubéola e poliomielite) para serem usadas nas campanhas de vacinação. O Brasil teve participação com 11% do total orçamentário necessário ao Programa Ampliado de Vacinação do Haiti para a campanha de 2012. Também foi promovida a recuperação física de unidades de armazenamento de vacinas, bem como aquisição de materiais e equipamentos para a rede de armazenamento. Foram construídos e equipados três depósitos para o armazenamento de vacinas.

Além disso, também foi realizada a formação de especialistas; apoio técnico e logístico, além de compra de equipamentos para a área vigilância epidemiológica.

Foram selecionados e contratados profissionais haitianos especializados e com ampla experiência em vigilância epidemiológica. Também foi realizada a capacitação, com a formação cerca de 1.600 profissionais de saúde, sendo 1.237 agentes comunitários de saúde polivalentes, 53 inspetores sanitários e 310 auxiliares de enfermagem polivalentes.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário