Home NotíciasEsportes Cruzeiro vence Corinthians e tira rival da Libertadores

Cruzeiro vence Corinthians e tira rival da Libertadores

Por Alagoas Brasil Noticias
Meia deu duas assistências e fez um gol na vitória por 3 a 2 sobre o Timão
Robinho comemora o golaço que marcou na vitória de 3 a 2 do Cruzeiro sobre o Corinthians, no Mineirão

Não dá para reclamar da sorte. Mas uma vez os adversários ajudaram o Corinthians, mas ele mesmo, não. Precisando vencer e torcer por um tropeço de Atlético-PR ou Botafogo, o Timão esteve duas vezes na frente do placar, mas foi derrotado para o Cruzeiro neste domingo, no Mineirão, por 3 a 2. 

Depois de disputar seis das últimas sete Libertadores, a equipe paulista conseguiu a proeza de ficar fora do torneio sul-americano justamente no ano em que o Brasileirão ampliou o G4 para G6. A derrota para a Raposa na última rodada deixou o Alvinegro em sétimo, dois pontos atrás do Furacão, que empatou com o Flamengo. Já os mineiros, que chegaram a lutar contra o rebaixamento, terminam a competição no 13º lugar, garantindo vaga na Copa Sul-Americana de 2017.

O grande algoz corintiano neste domingo foi Robinho, autor de duas assistências e um gol. Porém, não foi o meia cruzeirense que deixou o Corinthians fora da Libertadores. Nem dá para dizer que a vaga escapou em Belo Horizonte. O Timão pagou pela venda de quase todo o time hexacampeão em 2015, por ter tido quatro técnicos no ano, pelos pontos desperdiçados na Arena, pela crise política que vive… 

E mesmo com todos os problemas o G6 esteve muito próximo. Mesmo tendo começado o jogo sendo pressionado pelos donos da casa, o Corinthians conseguiu abrir o placar aos sete minutos. Após escanteio, jogada ensaiada exaustivamente durante a semana, a Guilherme marcou.

Apesar de algumas dificuldades, o Timão se virava no campo ofensivo. O problema estava na defesa. A troca de passes entre Rafael Sóbis, Robinho e De Arrascaeta foi tão bonita que os zagueiros alvinegros decidiram só assistir ao gol de empate. 

No segundo tempo, Oswaldo de Oliveira ousou ao fazer duas substituições e empurrar Uendel da lateral para o meio de campo. No começo deu certo, com gol de Marlone, após bela trama de Fagner, melhor do clube no primeiro semestre, com Rodriguinho, o melhor do segundo. 

Entretanto, os erros na defesa voltaram a aparecer, sobretudo do lado esquerdo, onde o Corinthians havia mexido no intervalo. Foi por ali que Ezequiel empatou e Robinho virou.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário