Anadia/AL

23 de outubro de 2021

Anadia/AL, 23 de outubro de 2021

Déficit da Previdência não será eliminado com reforma, diz secretário

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 13 de dezembro de 2016

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
previde
Governo enviou proposta ao Congresso na semana passada

O secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, afirmou nesta segunda-feira (12), em entrevista ao programa Roda Viva (TV Cultura), que, mesmo com a reforma proposta pelo governo ao Congresso Nacional, não será possível eliminar o déficit da Previdência Social.

A Proposta de Emenda à Constituição que estabelece a reforma foi enviada na semana passada e define, entre outros pontos: idade mínima de 65 anos para homens e mulheres poderem se aposentar; e contribuição por 49 anos para receber o teto do INSS.

Pelas estimativas do governo, o rombo nas contas da Previdência será de aproximadamente R$ 150 bilhões neste ano e, conforme o Orçamento de 2017, R$ 181,2 bilhões no ano que vem.

“É interessante que as pessoas usam o adjetivo de que a reforma [proposta] foi ‘dura’. Na verdade, eu gosto de usar outro adjetivo porque, na verdade, a reforma é necessária. Quando a gente elaborou a reforma, não foi para fazer uma coisa dura, mas, sim, o seguinte: o que é necessário? E não é nem para cabar com o déficit, porque essa reforma não é capaz de eliminar o déficit. […] É para o déficit ficar estabilizadoem relação ao PIB. Isso tem que ser levado em consideração”, declarou Caetano no Roda Viva.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter