Anadia/AL

23 de outubro de 2021

Anadia/AL, 23 de outubro de 2021

Prefeito de Cacimbinhas deverá ser ‘aclamado’ o novo presidente da AMA

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 26 de dezembro de 2016

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Prefeito

Ao que tudo indica a eleição para presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) está praticamente definida, já que o PMDB deve eleger o sucessor do atual presidente e prefeito de Jequiá, Marcelo Beltrão (PRB).

A eleição acontece na segunda quinzena de janeiro de 2017.  

Porém, no quesito articulação com os novos prefeitos, o governador Renan Filho (PMDB) tem trabalhado nos bastidores para ‘aclamar’ um grande aliado político na presidência da entidade. 

O prefeito eleito de Cacimbinhas, Hugo Wanderley (PMDB), é o nome que vem sendo trabalhado no Palácio República dos Palmares para comandar os destinos da AMA no biênio 2017-2018. 

Já o governador não tem medido esforços para ‘cobrar’ de seus aliados empenho para eleger Wanderley que tem grandes laços políticos com a família Calheiros, inclusive, com o apoio irrestrito do senador Renan Calheiros. 

Nesse imbróglio da disputa pela cadeira de presidente vários nomes entraram na ‘briga’ com o intuito de chegar ao cargo almejado por muitos prefeitos eleitos no dia 02 de outubro. 

Pauline Pereira (PSDB), de Campo Alegre; Jeannyne Beltrão (PRB), de Jequiá da Praia; Rosiana Beltrão (PMDB), de Feliz Deserto; Hugo Wanderley (PMDB), de Cacimbinhas; e Marcelo Lima (PMDB), de Quebrangulo; eram os prováveis postulantes à presidência.

No quebra-cabeça do pleito, ainda durante o mês de outubro, como publicado aqui no blog, Pauline Pereira (PSDB), Jeannyne Beltrão (PRB) e Rosiana Beltrão (PMDB) decidiram fazer uma união e marchar juntas na eleição. 

Porém, Renan Filho acalmou os ânimos da disputa ao fazer acordos com suas aliadas, incluindo, a família Pereira que seguia para o pleito com apoios importantes sem revogar (antes de conversar com o governador) a decisão. 

O que houve?

No xadrez político em busca da AMA, o governador vai ‘acomodar’ membros dos Pereiras em alguma (as) Secretaria (as) após a chegada de 2017. Com isso, em troca da “bondade” Calheirista, Pauline Pereira se alia a Hugo Wanderley para findar o pleito vindouro. 

Com  isso, a nova diretoria da AMA será composta pelas famílias Pereira, Beltrão e aliados que se lançaram ao pleito, ainda mais do PMDB e ligado ao governador, a exemplo de Marcelo Lima de Quebrangulo.  

Portanto, dizem que a Associação dos Municípios Alagoanos será dos Renans – pai e filho – já que os Calheiros contam com maioria dos prefeitos (acima de 60, segundo os próprios aliados) alagoanos que votam em quem o governador e o senador apontarem. 

Será?  

Por fim, eis que nesse duelo só não pode esquecer do tucanato-mor em Alagoas. Lembrando que Rui Palmeira (Maceió) e Rogério Teófilo (Arapiraca), dois atuais e importantes nomes do PSDB, também almejam que um  aliado entre nessa seara eleitoral. 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter