opçoes binarias qual melhor investir iq option par dse moedas da europa e frança em opçoes binarias como operar day trade com robos gratuitos curso opções binárias automatizado opções binárias legislação opções binárias da lucro operações day trade sem lucro necessita de recolhimento de irpf grupão secreto de forex e opções binárias no facebook como ser trader operando na bolsa opcoes binarias curso completo parte 1 forex profit supreme trading system como operar trader na corredora eua declarar imposto de renda de opções binárias perche fare trading sul forex estratégia 2x1 opçoes binarias trader em opções binarias opções binárias velas circuladas em círculo verde o que eh
Home Alagoas PF vai apertar o cerco em 2017 contra a corrupção e desvios de recursos em Alagoas

PF vai apertar o cerco em 2017 contra a corrupção e desvios de recursos em Alagoas

Por Alagoas Brasil Noticias

Para este ano esperamos muito crimes contra o patrimônio que envolve roubo de cargas e a bancos, além de crime ambiental. Atualizado às 19h00 – 29/12/2016

superintendente adjunto da PF no estado, delegado André Costa,

Uma das instituições que mais apareceu no noticiário nacional e local por sua atuação em 2016 foi a Polícia Federal (PF). Em Alagoas foram várias as operações para combater crimes contra o patrimônio, tráfico de drogas, desbaratar esquemas de pedofilia ou de crimes eleitorais. O Cada Minuto conversou com o superintendente adjunto da PF no estado, delegado André Costa, que falou um pouco sobre a atuação em 2016 e também do foco da instituição para o próximo ano.

Se neste ano a PF investigou crimes e deflagrou diversas operações, a expectativa é que no próximo ano não seja diferente. Segundo Costa, o objetivo é fazer uma Polícia Federal mais proativa e focada em coibir crimes de onde gestores desviem recursos federais, além de crimes contra o patrimônio, como roubo a carga e bancos, e crimes eleitorais.

“O foco tem sido em primeiro lugar o combate a corrupção e desvio de recursos federais destinados a prefeitura e estado. Hoje é onde nós empregamos maior parte dos nossos recursos. Para este ano esperamos muito crimes contra o patrimônio que envolve roubo de cargas e a bancos, além de crime ambiental. Este ano aumentou, sempre tem uma operação conjunta com vários órgãos. A ideia é dar continuidade a isso e fazer uma Polícia Federal mais proativa, esperando menos as coisas chegarem até a gente, em busca dos crimes que estão acontecendo, sejam ambientais, previdenciário, contra o patrimônio. A grande expectativa é essa. Podem esperar mais operações dessa natureza em 2017”, afirmou.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário