Home NotíciasPolicia Ordem para esquartejamento em Girau partiu do Presídio de Segurança Máxima

Ordem para esquartejamento em Girau partiu do Presídio de Segurança Máxima

Por Alagoas Brasil Noticias

Integrantes da quadrilha que teria articulado o crime foram presos no Agreste alagoano

Rafael Maynart e Pedro Ferro 

Em entrevista coletiva realizada na tarde desta quarta-feira (4), a Secretaria de Segurança Pública (SSP) repassou detalhes sobre uma operação coordenada pela Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic) que desarticulou uma quadrilha acusada de ordenar o esquartejamento de um homem em Girau do Ponciano, crime ocorrido em outubro de 2016 e que ganhou grande repercussão no estado.  O grupo também é acusado de homicídios e tráfico de drogas no Agreste alagoano. Na ação de cumprimento de mandados, iniciada em novembro, 19 integrantes foram presos nas cidades de Arapiraca e Palmeira dos Índios. Outros dois já se encontravam presos. 

De acordo com o coordenador da Deic, delegado Mário Jorge Barros, os líderes da quadrilha Gilson Silva Sobrinho, “o Celebridade”, de 30 anos; e Robério Cícero Da Silva, “Betinho”, de 39 anos, estavam presos no Presídio de Segurança Máxima, em Maceió, e de lá ordenaram a morte Genaldo Vieira dos Santos, de 46 anos, que era integrante do grupo criminoso e que supostamente teria desviado armas da quadrilha.

À época, seis pessoas haviam sido presas e elas afirmaram que teriam cometido o crime porque Genaldo teria, supostamente, assassinado duas crianças em uma cidade de Pernambuco. O que foi desmentido pela polícia na ocasião. Thayse Nascimento, a “Galega”, de 19 anos, foi apontada pelos demais como a mais violenta e líder do grupo. Gilson teria ordenado que ela matasse e filmasse todo o crime e, em seguida, enviasse as imagens para ele pelo Whatsapp.

‘Celebridade’ e ‘Berinho’ são considerados os líderes da quadrilha – FOTO: PEDRO FERRO

Segundo Mário Jorge, com a prisão do grupo, mais de 10 homicídios foram elucidados na região do Agreste. Após o esquartejamento, foram presos, além de Thayse, Cláudia Maria de Freitas, de 23 anos; Luciana Ferreira da Silva, de 35 anos; Neilson de Sã Mendes, de 29 anos; Rudson de Oliveira Gonçalves, de 18 anos ; Alexandre Henrique Pinto dos Santos, de 35 anos; Jailson Mota Soares, de 48 anos; Edilene Ferreira da Silva, de 37 anos; José Mariano dos Santos, de 47 anos; Vera Lúcia Guimarães Almeida, de 42 anos; Anderson Gomes dos Anjos, de 25 anos; Deivison Caetano dos Santos, de 19 anos; José Valmir Caetano Ribeiro, de 40 anos; Rafael Guimarães dos Santos, de 26 anos; Cleverton Pereira Dantas, de 22 anos, e José Sérgio dos Santos, 43 anos. Outras três pessoas foram apresentadas, mas não tiveram os nomes divulgados. 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário