estrategias iq option opções binárias investimento o que são opções binárias o que é corretora de opçoes binarias mercado de cambio opções binárias horários opções binarias cursos para investimentos trader blogspot torrent e mega indicadores de preco opções binárias como operar vendido swing trade clear corretora operando ações no meta trader guia analise opções binárias comprar indicador opçoes binaria russo mercado livre trader devo operar na parte da tarde opções binárias me poupe nome das velas opçoes binaria aprendendo a investir como day trade comprar opções binarias forex trading systems that actually work
Home BLOGS EDMILSON TEIXEIRA – Canapi, outra vez !

EDMILSON TEIXEIRA – Canapi, outra vez !

Por Alagoas Brasil Noticias

Sindicato dos Servidores de Canapi acusa o ex-prefeito, Celso Luiz (PMDB) de se envolver em mais um esquema de roubalheira na Prefeitura. Diante do extrato bancário do mês passado, onde mais de R$ 7,5 milhões entraram oriundos de precatórios do Fudeb, o Sindicato afirma que esses valores foram depositados em diversas contas de empresas suspeitas e de pessoas físicas com valores altíssimos. Entre as pessoas físicas, aparece o nome do “manda-chuva” da região, Celso Luiz, que teve o “privilégio” de obter 19 depósitos de R$ 10.657.61  totalizando R$ 202.494.52.

Canapi – vice

O timoneiro de todo esse esquema criminoso é o vice-prefeito, Vieira do Povão (PT do B), que estava à frente da Prefeitura durante os últimos cinco meses da gestão passada, por conta justamente do afastamento de Celso Luiz, que segundo a Polícia Federal durante a “Operação Triângulo das Bermudas” em dezembro de 2015, teria desviado misteriosamente, mais de 10 milhões dos cofres públicos; dinheiro também do Fudeb.

Cadeia

O Sindicato dos Servidores de Canapi fez um amplo relatório do referido crime e já encaminhou para o MPF, MPE/AL, Gecoc, Tribunal de Contas de AL e Polícia Federal, cujas investigações começaram na quarta-feira desta semana, conforme publicação no Diário Oficial do Estado, da portaria de 001/2017 da Promotoria de Mata Grande/AL. “Queremos cadeia para essa bando” disse indignado um dirigente sindical.

Milionário

“Detalhe é que os R$ 7,5 milhões estavam até então bloqueados por determinação do Tribunal de Contas de Alagoas, justamente por desconfiança do grupo que estava no poder; só em dezembro agora, houve o desbloqueio, a fim de que o dinheiro fosse destinado exclusivamente para o pagamento de despesas enquadráveis à Legislação do Fundeb, o que pouco se viu com o referido valor milionário”, comentou o dirigente sindical, que pediu para manter seu nome em sigilo.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário