Home » Assassinato de rapper foi cometido por duas pessoas, diz delegado

Assassinato de rapper foi cometido por duas pessoas, diz delegado

Por Alagoas Brasil Noticias

 

Tinho foi encontrado morto no Vale do Reginaldo   (Crédito: Reprodução) O coordenador da Delegacia de Homicídios, delegado Fábio Costa, que a polícia já tem pistas de quem teria assassinado o rapper Nilton Oliveira, conhecido como ‘Tinho Poesia’ – morto a pedradas e golpes de arma branca na última segunda (16), no Vale do Reginaldo.

Segundo o delegado, o crime teria sido cometido por duas pessoas que teriam envolvimento com o tráfico de drogas da região. “Foi uma situação lá na localidade mesmo, um problema com o tráfico de drogas. Estamos realizando diligências para capturar os suspeitos”, disse.

De acordo com Fábio Costa, diligências foram realizadas na noite dessa terça (18) e uma pessoa chegou a ser conduzida até a delegacia para prestar depoimento, mas foi liberada em seguida. “Ficou constatado que essa pessoa não tinha nada a ver com o crime e, por isso, foi liberada”, explicou.

Questionado sobre a possibilidade de o crime ter sido motivado por ódio, o delegado disse que esta linha de investigação foi descartada. O delegado, no entanto, não especificou a motivação do homicídio nem a linha de investigação adotada pela polícia.

Crime

Nilton Oliveira era integrante do grupo de rap alagoano Poesia Marginal. Ele foi encontrado morto com 17 perfurações nas regiões da cabeça e pescoço, no Vale do Reginaldo.

Segundo informações de policiais, Tinho era usuário de drogas e não tinha passagens pela polícia. A brutalidade com que o crime foi praticado chocou os moradores do local, amigos e familiares.

Coletivos de cultura de Maceió lamentaram a morte do cantor e prestaram homenagens nas redes sociais.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário