baixar super dom para operar day trader forex oil trading tipos de operações swing trade mini indice qual horario podemos optar em opçoes binarias trader web sem permissão para operar resolvido viver de trade investimento minimo forex trading in urdu compra e venda no dolar operações trader indicador de opções binarias e possivel investi em trade com 200 reais como mudar o dinheiro das opçoes binarias alintile opções binárias é possível operar trade na bolsa da china nova corretora de opções binárias melhor aplicativo para trades operar opçoes binarias e verdadeira curso forex exodus trading torrent
Home Alagoas Defensoria pede o ressarcimento das taxas de inscrições para candidatos

Defensoria pede o ressarcimento das taxas de inscrições para candidatos

Por Alagoas Brasil Noticias

O Núcleo de Direitos Coletivos e Humanos da Defensoria Pública do Estado ingressou, nesta quarta-feira (25), uma Ação Civil Pública em face do Município de Canapi e da empresa Advise Consultoria & Planejamento Eireli a fim de garantir o ressarcimento dos candidatos inscritos para concurso cancelado pelo ente público no final do ano passado.

Em março de 2016, a Prefeitura Municipal de Canapi anunciou a realização de concurso público para o preenchimento de vagas em diversos cargos públicos. As inscrições e pagamentos das taxas foram efetuados pelos candidatos sem problemas, mas as provas, que foram remarcadas por três vezes, nunca aconteceram e o certame foi suspenso por força do Decreto Municipal 007/2016,14 de novembro de 2016 e posteriormente anulado com a edição do Decreto nº XX, em 04 de dezembro de 2016.

Passados mais de dois meses do cancelamento do concurso, os candidatos ainda não receberam a devolução das taxas pagas. De acordo com relatório, que consta a lista de concorrência do concurso, divulgada pela empresa organizadora, 6.734 pessoas se inscreveram para disputar os 50 tipos de cargos disponíveis no edital e pagaram taxas que variam entre R$ 60 e R$ 90.

Objetivando resolver a questão, o Núcleo de Direitos Coletivos enviou ofícios para a Prefeitura de Canapi e para a empresa responsável pelo certame, em novembro de 2016 e janeiro de 2017, mas não obteve nenhuma resposta ou solução por parte dos envolvidos.

Na ação, o defensor público Carlos Eduardo de Paula Monteiro, responsável pela ACP, ressalta que o Município descumpriu o próprio edital do concurso, que previa na cláusula VI, nº 09, em que prevê o ressarcimento dos candidatos em caso de cancelamento do certame. “Agindo de boa-fé inúmeros candidatos que almejam o tão sonhado cargo público, prepararam-se para o certame. De forma sacrificada despenderam o valor necessário para as taxas de inscrições, foram quase um ano arrastados pelas inúmeras remarcações até a suspensão do concurso e por fim, nenhuma informação foi transmitida por parte dos administradores do certame quanto à devolução dos valores empregados”, pontua.

A Defensoria pede concessão de tutela de urgência, determinando que o Município e a empresa Advise reembolsem os candidatos que pagaram as taxas de inscrições no prazo de 30 dias.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário