olymp opções binarias investimento day trade começando a operar na olymp trade como pagar imposto de renda sobre opções binárias melhor bônus para opções binárias como usar o investing.com para operar opções binarias robo para operar trader da para ganhar dinheiro realmente em opçoes binarias yahoo forex trading 2 reclame aqui o q são opções binárias cball trader investimentos como operar swig trade taxas da xp investimentos para day trade opções binárias reclamações opções binarias conta demo gratis opções binárias dolar livro opções binárias download
Home NotíciasPolitica Osmar Serraglio (PMDB-PR) aceita convite para assumir Ministério da Justiça

Osmar Serraglio (PMDB-PR) aceita convite para assumir Ministério da Justiça

Por Alagoas Brasil Noticias

 

O deputado federal Osmar Serraglio (PMDB-PR) aceitou o convite feito pelo presidente Michel Temer (PMDB) para assumir o Ministério da Justiça no lugar de Alexandre de Moraes, que assumirá uma cadeira no STF (Supremo Tribunal Federal), segundo apurou a reportagem do UOL.

O nome do novo ministro da Justiça deverá ser oficializado por Temer nas próximas horas.

Com a confirmação, Temer atende a pressões do PMDB para ter um nome do partido na pasta, após a sigla perder espaço para o PSDB na composição do governo.

Serraglio foi presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara, e comandou a comissão na época em que foi definida a cassação do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de quem ele era apontado como aliado no partido.O deputado também foi relator da CPI dos Correios, que precipitou a investigação que revelou o chamado esquema do mensalão no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Filiado ao PMDB desde 1978, quando o partido ainda era o MDB, Serraglio foi eleito deputado federal pela primeira vez em 1998 e está em seu quinto mandato. Advogado, foi assessor jurídico de diversas prefeituras, além de professor universitário.

Moraes no STF

O comando do Ministério da Justiça ficou vago depois de o ministro Alexandre de Moraes ser confirmado para uma das 11 cadeiras do STF (Supremo Tribunal Federal).

O Senado aprovou a indicação, feita pelo presidente Temer, nesta quarta-feira (22), e Moraes deverá tomar posse no Supremo no dia 22 de março.

O governo Temer vinha cogitando outros nomes para a pasta da Justiça, como o ex-ministro do STF Carlos Velloso.

Mas Velloso recusou o convite, alegando a existência de cláusulas contratuais com clientes de seu escritório que o impediriam de assumir o cargo.

Outros nomes que chegaram a ser citados foram o do subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil Gustavo Rocha, o do vice-procurador-geral da República, José Bonifácio de Andrada, e o do deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), apoiado pela bancada peemedebista na Câmara.

Ministério da Justiça

O Ministério da Justiça é responsável administrativamente pela Polícia Federal, tendo poder de decisão sobre questões como o orçamento. A Polícia Federal, no entanto, possui a chamada autonomia funcional. Isso quer dizer que decisões sobre investigações não estão subordinadas ao Ministério da Justiça.

A Funai (Fundação Nacional do Índio) é outro importante órgão vinculado à pasta da Justiça. A Funai tem papel fundamental nas demarcações de terras indígenas.

Na Câmara, Serraglio foi membro da CPI da Funai e do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), comissão criada com o objetivo de investigar processos de demarcação.

O Ministério da Justiça também tem atuação importante nas políticas penitenciária, de imigração e na análise de indenizações a perseguidos políticos durante a Ditadura de 1964.

Recentemente, as atribuições da pasta foram ampliadas para abranger atividades ligadas ao combate à criminalidade, e o ministério passou a ser chamado da Justiça e Segurança Pública.

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário